11 principais momentos da segunda metade de Justiça Jovem: Espectros

    Justiça Jovem Espectros chegou ao seu fim, e por isso chegou o momento de relembrar alguns pontos importantes!

    A quarta temporada da animação da DC encerrou o seu melhor ano até então, contornando as adversidades e entregando um produto final digno da jornada trilhada por todos aqueles que fizeram parte, de alguma forma, deste projeto.

    E tendo isso em mente, assim como aconteceu em sua primeira parte, reunimos os principais acontecimentos da segunda, e última, metade de Justiça Jovem: Espectros.

    Atenção! A lista abaixo contém spoilers da segunda metade da quarta temporada de Justiça Jovem!

    1. Um pedido de desculpas para Violet

    A terceira temporada de Justiça Jovem é considerada por muitos como o ponto mais irregular da animação até o presente momento. Contudo, ainda existe pontos positivos no terceiro ano, e o de maior destaque está Violet, um indivíduo talentoso criado como resultado da fusão de Gabrielle Daou, uma meta-humana falecida do país fictício Quraci, com o espírito de uma Caixa Materna.

    Violet foi um dos pontos chaves da temporada anterior, tendo sua trama ligada ao entendimento de sua própria natureza e a reafirmação da nova identidade. Todavia, apesar de bela, sua trajetória foi marcada por inúmeros episódios de violências desnecessárias contra seu corpo, algo agravado pela sua etnia.

    Como forma de se desculpar com Violet e o público, nessa segunda metade da temporada elu se torna um dos coadjuvantes de luxo, cercando a narrativa com uma nova jornada de reaproximação com as religião mulçumana e sua identificação como um indivíduo não binárie.

    Vale destacar sua conversa com Madia Dou, a mãe de Gabrielle, sobre o uso do hijab e a importância da religião islâmica em sua vida, querendo assim entender se tal conexão poderia um dia ter um significado para si também.

    Justiça Jovem Espectros
    Conner descobrindo que aquela dimensão é na realidade a Zona Fantasma

    2. Desventuras na Zona Fantasma

    Um dos principais enigmas deixados para os fãs na primeira metade da temporada diz respeito do real paradeiro de Conner, após sua suposta morte ao final do primeiro arco do novo ano, sendo revelado que na realidade o jovem herói havia sido levado por acidente para Zona Fantasma pela legionária Etérea.

    A dimensão se encontra em um vácuo fora do tempo e espaço, possuindo uma espécie singular de consciência que afeta aqueles presentes em suas extensões. Com seus habitantes não sendo afetados por qualquer passagem temporal, estando eternamente presos no estado em que foram enviados para a dimensão, além de estarem reféns de alucinações e distorções de memorias causadas por um tipo de doença que afeta todos que entram na Zona.

    Entretanto, tal condição pode ser superada através da força de vontade, ferramenta essa vital para a sobrevivência no exótico reino. Podendo os seres que ali habitam manifestarem habilidades como comunicação telepática, super força e uma espécie de levitação.

    A Zona Fantasma era usada como uma prisão extradimensional para criminosos kryptonianos. Contudo, após a destruição de Krypton, os prisioneiros ficaram trancados na dimensão sem a possibilidade de voltarem ao plano material.

    Por conta da doença da Zona, Conner começou a regredir à sua programação primaria de Cadmus, acreditando ter matado Superman e completado os planos originais de Lex Luthor, sendo encontrado à deriva por Dru-Zod, que amparou e levou o herói para seu acampamento, onde mais tarde se ajoelhou e jurou lealdade a Casa Zod.

    Justiça Jovem Espectros
    Mera, Orm e Arion impedindo a destruição de Poseidonis

    3. A Profecia do único Rei

    O primeiro dos três arcos dessa segunda metade da temporada tem como foco no atual Aquaman, Kaldur’ahm, durante a conferência anual entre representantes das oito cidades-estados de Atlântida, reunião essa feita para debater os efeitos das mudanças climáticas nas cadeias alimentares oceânicas e os conflitos políticos e ideológicos latentes entre os distintos governos.

    A conferência é então interrompida pelo vilão Mestre dos Oceanos, em posse do Tridente de Netuno, que após se mostrar superior a todos presentes no local, é facilmente vencido por uma figura encapuzada. Esse evento logo levanta rumores sobre a concretização de uma antiga profecia do Único Verdadeiro Rei.

    Algo que ganha mais repercussão após o surgimento de um grande pilar de fogo apareceu nos arredores da cidade, tornando a região inóspita para seres vivos. Só havendo um fim após a união entre a Rainha Mera, Mestres dos Oceanos e pelo estranho embutido de habilidades místicas. O estranho veio a se revelar como Arion, o primeiro governante de Atlântida, que foi recebido com clamor pelo população e desconfiança por Arthur, que iniciou uma investigação para realmente comprovar se o que ele estava dizendo era verdade.

    Kaldur’ahm liderou um time composto por La’gaan, Delphis e seu namorado Wyynde, para encontrar o ultimo item restante da profecia, a coroa de Arion. Enquanto isso, Arthur recebia M’gann para interrogar Orm, descobrindo que todos esses acontecimentos foram predeterminados por Vandal Savage, que matou o Mestres dos Oceanos original fazendo um substituto com falsas memórias e colocou a consciência de Orm em um clone de Arion.

    Todavia, já era tarde demais. Toda a população das cidades-estados de Atlântida cantavam em uníssono o nome de Arion, não existindo mais possibilidade de expor a farsa. Nesse meio tempo, a equipe de busca de Kaldu’ahm já havia interceptado a coroa de Arion nas cavernas subterrâneas do Tumulo das Lendas e já estavam a caminho da capital Poseidonis, tendo que entregá-la nas mãos do falso rei. Contudo, a magia dos Lordes da Ordem não o aceitam como verdadeiro regente de Atlantis, o desintegrando na frente de todos, com Arthur pegando a coroa e proclamando que Annax Mera Nereus, Princesa de Xebel e diretora do Conservatório da Feitiçaria, é agora o Alto Rei de Atlântida, noticia essa ovacionada através de todos os reinos.

    Justiça Jovem Espectros
    Roquete representando a Liga nunca conferência entre a Terra, os Novos Deuses e a Tropa dos Lanternas Verdes

    4. Uma aliança para todos proteger

    Durante os eventos do arco de Roquete, a jovem heroína precisa partir em uma missão da Liga da Justiça, onde ela lideraria negociações em nome da Liga com o Nova Gênesis juntamente com Tomar-Re e Kilowog, representando a Tropa dos Lanternas Verdes. Tendo como finalidade firmar uma aliança entre os agrupamentos para minar os planos da Luz, que vem contrabandeando meta-humanos para experimentos secretos em Apokolips, conduzidas por Desaad com o aval de Darkside.

    As negociações são interrompidas inicialmente pela visita de um velho amigo de Kilowog, e logo depois por ataques coordenados do grupo de vilões formados pelo marciano branco Ma’alefa’ak, pelo “inseto” Mantis e o misterioso kryptoniano Lor-Zod, na tentativa de roubar o projetor da Zona Fantasma guardado no cofre interdimensional de Metron. Tarefa essa que acabam tendo êxito, e utilizando o artefato para abrir um portal para a dimensão carcerária.

    Para isso, o grupo de vilões precisou energizar o projetor com a energia natural da Fonte presente na Cratera do Lago Borbulhante, que logo se revelou como sendo resquícios do corpo de um Deus Antigo. E, por conta das atividades no local, a divindade emitisse uma poderosa rajada de energia que iria inflamar toda a atmosfera de Nova Gênesis, o Lanterna Tomar-Re conseguiu desviar o feixe de energia para o espaço, mas a distração permitiu que Lor o matasse, com Forragedora recebendo seu anel.

    Justiça Jovem Espectros
    Raquel tem dificuldade em entender o mundo através dos olhos de seu filho

    5. Roquete e a Maternidade atípica

    Raquel Ervin, ou simplesmente Roquete para os íntimos, foi o ultimo membra a si juntar na formação original da Justiça Jovem, nunca tendo tanto destaque nas telas como seus respectivos colegas de equipe, até agora.

    Tendo finalmente ganhando o protagonismo merecido, o maior destaque em seu arco solo se encontra na sua relação com o seu filho Amistad, uma criança dentro do espectro autista. Algo que, inicialmente, ela se recusa a verdadeiramente entender, se preocupando mais com as missões da Liga e com o talvez estigma que seu filho possa receber caso tenha uma atenção a mais que outras crianças. Tal dificuldade a leva a estranhar a principio as atitudes de Orion, que a animação deixa a entender que possui similaridades com Amistad.

    Depois de salvarem o Nova Genesis juntos, Roquete começa a entender melhor a forma como ambos reagem o mundo ao seu redor. Desenvolvendo uma amizade sincera com o Deus, e voltando a Terra para reencontrar seu filho com um abraço apertado.

    Justiça Jovem Espectros
    Razer, portador dos anéis vermelho e azul

    6. Conexões com os amigos de uma galáxia muito distante

    Uma das maiores surpresas do novo ano de Justiça Jovem está na confirmação que a antiga animação dos Lanternas Verdes fazem parte da cronologia oficial da animação, como uma produção agregada desse universo.

    A confirmação veio através da aparição de Razer, antigo membro da Tropa dos Lanternas de Vermelhos e agora detentor do anel de espectro azul. Nos acontecimentos da animação, o amigo de longa data de Kilowog parte ao encontro de Metron em Nova Genesis para pedir a a devolução do seu anel vermelho, que o mesmo pretende usar para alimentar com ódio a suas busca pela sua querida Aya, que até então se mostraram infrutíferas.

    Leia mais AQUI.

    Justiça Jovem Espectros
    Legião dos Super-Heróis aprisionando Dru-Zod e suas aliados no século 31

    7. De volta ao século 31

    A presença da Legião dos Heróis e da misteriosa criatura responsável pela dita morte de Conner foi um dos maiores mistérios da primeira metade da temporada, e finalmente houveram respostas.

    Cerca de de mil anos após os eventos da série, no século 31, todos os prisioneiros da Zona Fantasma foram libertados pela organização dos Planetas Unidos depois que o último Projetor da Zona Fantasma foi descoberto em Nova Genesis, sendo enviados para viver no planeta Daxam, uma colônia kryptoniana sob um sol vermelho. No entanto, Dru-Zod conseguiu realocar seu povo para um planeta de sol amarelo, e liderou uma revolta com o objetivo de conquistar a galáxia.

    Seus planos foram acabaram sendo impedidos pela Legião dos Super-Heróis, que novamente os enviou para Zona Fantasma, com exceção de seu filho, Lor-Zod. Que tentou por as mãos no projetor, sem muito excito. Então, como forma de se vingar, Lor roubou uma das bolhas temporais dos legionários e voltou no tempo para matar o Superboy, a pessoa que inspirou a criação da Legião, impedindo-a assim de ser formada.

    Agora no século 21, Lor foi o responsável pelas sabotagens na comunicação entre Marte e a Terra, bem como na alteração da bomba genética com a intenção de assassinar Conner, plano esse frustrado por Etérea. Pensando ter completado sua missão, Lor faz um pacto com Darkside para tentar por as mãos no projetor da Zona Fantasma juntamente de novos aliados, plano esse também impedido pelos heróis.

    Sem muitas opções e se aproveitando da distração dos heróis, Lor rouba a caixa materna de Orion e utiliza as habilidades de Danny Chase/Kaizer-Thrall, um meta-humano traficado para Apokolips que teve seu cérebro extraído e colocado em uma caixa, para finalmente abrir um portal para Zona Fantasma e liberta seu pai.

    Justiça Jovem Espectros
    Brion e a Corporação Infinito

    8. Markovia e a Corporação Infinito

    Um dos acontecimentos mais marcantes do final da temporada passada foi a inesperada saída de Geo-Força do time dos Outsiders, após matar ao vivo seu tio e deposto seu irmão da linhagem de sucessão, em um ato que ganhou a aclamação de seu povo e resultou em sua investidura como rei.

    Agora, o novo regente de Markovia transformou a nação em um refúgio para meta-humanos de todo o mundo, fundando o Centro de Jovens Meta-Humanos da Família Markov e o super-grupo Corporação Infinito, com o objetivo de auxiliar e proteger a população meta-humana de seu reino. A iniciativa acabou gerando uma crise de refugiados e pânico entre a população “não poderosa”, com uma grande leva de pessoas fugindo para países vizinhos, como o reino de Vlatava, governado por Perdita.

    Todo esse cenário vem sendo orquestrado pela Luz, através do conselheiro real e embaixador Zviad Baazovi, que vem monitorando o programa de meta-humanos a mando de Vandal Savage. Utilizando de suas habilidades de sugestão psiônica para influência nas decisões de Brion, que já começou a desconfiar das tramóias que rondam o palácio.

    Justiça Jovem Espectros
    Investigação sobre o real paradeiro de Conner começa

    9. Operação Resgate Fantasma

    Após descobrir que Conner na realidade poderia estar vivo, Zatanna uni forças com Dick Grayson para investigar as inconsistências no caso, reunindo Artemis, Kaldur’ahm e Raquel no processo e descobrindo a estranha presença dos legionários na equação, bem como conexão com Bart Allen e o próprio Superman.

    Depois de muitas deduções e pistas, a equipe utiliza o ônibus possuído por Klarion para adentrar por conta própria na Zona Fantasma para realmente ter a certeza de que Conner está vivo. Ao chegar na dimensão carcerária, o grupo localiza o Superboy no acampamento de Dru-Zod, porém acabam sendo descobertos e por não conhecerem as leis da física do local, são facilmente derrotados. Entretanto, um Tubo de Explosão aparece, precisando a equipe impedir que os aliados de Zod cruzem o portal.

    Enquanto isso, uma outra equipe liderada por: Raio-Negro, Superman e Miss Marte, se dirigem ao planeta Trombus, que orbita um sol vermelho, para abrir um portal para a Zona. O grupo acaba sendo nocauteado por Lor e seus aliados, roubam a caixa materna de Orion e usam Danny Chase para abrir um portal para libertar o seu pai, que ultrapassa a barreira dos heróis e finalmente consegue a liberdade, ao lado de Conner e sua esposa Ursa.

    A família Zod se estabelecem na Fortaleza da Solidão, onde usa das câmaras solares do Superman para recarregar sua força. Nesse meio tempo os heróis em Trombus se reúnem com Bart e o restante dos legionários e partem para Terra mas acabam sendo interceptados por Ursa agora em posse do Olho de Ekron, que foi roubado por Lor no cofre de Metron, com parte da equipe ficando inconsciente e a outra se fingindo de morta, com Superman se erguendo para enfrentar a ameaça, mas acaba sendo nocauteado com um pedaço de kryptonita que estava em posse dos vilões.

    Dru-Zod e sua família são transportados para o centro de Metrópoles, onde ameaçam o povo da Terra, afirmando que ali agora era Nova Krypton. Os heróis das diferentes equipes unem forças indo em direção a batalha e, graças ao auxílio de uma raivosa Miss Marte, o grupo se vê vitorioso, exilando mais uma vez Zod e seus aliados na Zona Fantasma.

    Com exceção de Ursa, que foi levada pelo Olho de Ekron, e mais tarde revela estar grávida, e Lor, que foge na bolha temporal, mas acaba sendo pego no esquema de Metron e é morto durante a explosão da bomba genética do final do primeiro arco.

    Justiça Jovem Espectros
    M’gann e Conner finalmente oficializam sua união

    10. Casamento e a criação do Santuário

    Ao final do último episódio, vemos a concretização do casamento entre M’gann e Conner, agora com a mente no lugar. O casal decide fazer uma cerimonia íntima na Terra, convidando a todos com “trajes opcionais“.

    Antes da cerimônia da início, a Legião é resgatada por Braniac-5, que revela que a linha temporal foi 99.84% restaurada, sendo agora seguro eles voltarem a seu tempo.

    Observando a distância, um pequeno grupo dos membros da Liga esperam quando Canário Negro começa a argumentar sobre a criação de um Santuário para o tratamento e acolhimento de super-heróis, apontando os caos de Mutano, Zatara e outros demais personagens que passaram por momentos complicados e precisariam não só de ajuda especializada, como também de tempo para se curar.

    A ideia da existência de um Santuário para o tratamento de super seres foi apresentada nos quadrinhos na polêmica minissérie Heróis em Crise, escrita por Tom King e com artes de Clay Mann e Mitch Gerads.

    Justiça Jovem Espectros
    Grande Brada, Mary Batson de Kara Zor-El como as novas Fúrias

    11. Uma nova e mais letal geração de Fúrias

    O casamento finalmente é oficializado e, a Liga, juntamente dos Novos Deuses decidem que irão libertar os kriptonianos da Zona em um planeta sem tecnologia orbitando um sol vermelho, pois todos ali já cumpriram suas devidas sentenças.

    Contudo, Vandal Savage, com a ajuda de Klarion, já havia ido na frente e roubado todos os kryptonianos presentes na dimensão e adicionados em  sua coleção particular no Mundo Bélico, precisando somente entregar uma espécime a pedido do próprio Darkseid.

    Em Apokolips, Vovó Bondade apresenta ao seu mestre a nova geração de Fúrias composta por Grande Barda, Mary Batson, agora corrompida pela raiva contra seus irmãos e sua antiga mentora, Zatanna, e a filha perdida de Zor-El enviada para a Zona Fantasma, Kara, a Supergirl.

    Marcos Vinícius
    Marcos Vinícius
    Olá! Meu nome é Marcos e tenho um grande amor pelo jornalismo. Possuo um podcast, o Sabor de Ambrosia, e sou um grande fã da DC desde que me entendo por gente. Escrevo de tudo um pouco e, espero que gostem do que tenho pra falar.

    Deixe seu comentário

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Você pode gostar

    Siga-nos

    24,169FãsCurtir
    15,600SeguidoresSeguir
    19,361SeguidoresSeguir

    Últimas Postagens