Jovens Titãs: Beast Boy | Com história simples e fácil de ler, HQ conta origens do Mutano

    A autora Kami Garcia e o ilustrador brasileiro Gabriel Picolo se juntaram mais uma vez para contar a história de origem do Mutano, como ele ganhou seus poderes e como vai lidar com essas transformações em sua vida tão normal.

    Em Teen Titans: Beast Boy conhecemos Gar, um jovem que tem objetivos simples para o novo ano letivo, como ficar mais forte e conquistar a garota popular do colégio. Mas quando ele decide parar de tomar uma vitamina que os pais o obrigavam a tomar todo dia, coisas estranhas começam a acontecer e ele começa a perceber mudanças em seu corpo.

    Junto com essas mudanças, ele vai ganhando confiança e participa de desafios que estão viralizando na internet, como comer a pimenta mais ardida do mundo. E conforme ele vai se dando bem nas ‘tarefas’, vai ganhando mais e mais popularidade. Até que as coisas estranhas vão tão longe que ele toma a decisão de descobrir o que está acontecendo com ele, independente de onde isso irá leva-lo ou em quem ele vai confiar.

    A história de Beast Boy é bem simples, é fácil de acompanhar e tem um ritmo gostoso, leve e engraçado, bem no estilo do nosso protagonista. Vemos a relação dele com a família, mas principalmente com os dois amigos, Stella e Tank, que são tanto a voz da razão de um Gar bobo com a súbita fama, como as pessoas que vão apoiá-lo independente da esquisitice que esteja acontecendo com ele.

    Diferente de Raven que tem poucas cores, dando um tom mais sombrio para a história, aqui Picolo optou por trazer mais cores para os quadrinhos, transparecendo o humor do protagonista na arte. Vai ser interessante quando na próxima HQ que ele e a Kami Garcia vão trabalhar juntos ver como o brasileiro vai misturar as duas ideias, já que a história é o encontro do Mutano com a Ravena em Teen Titans: Beast Boy Loves Raven.

    Teen Titans: Beast Boy é uma boa HQ para quem já conhece a história de Gar, mas principalmente para quem ainda não sabe das origens do herói. A leitura é bem fluída, com desenhos limpos que ajudam a passar os sentimentos e humores, ideal para novos fãs e leitores, e aqueles que desejam se iniciar no mundo dos quadrinhos.

    Gabriela Orsini
    Gabriela Orsini
    Jornalista formada na PUC-SP, fotógrafa por paixão, e bailarina por teimosia. Apaixonada pela DC desde pequenina, fangirl do Batman e da Batgirl. E da Ravena, como não ser. Sou uma devoradora de livros e cinéfila até que se prove contrário. Objetivo de vida: tirar uma foto decente com o Jason Momoa (um deles, apenas). Sonho de vida: conhecer todos os países do mundo.

    Deixe seu comentário

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Você pode gostar

    Siga-nos

    24,169FãsCurtir
    15,600SeguidoresSeguir
    19,417SeguidoresSeguir

    Últimas Postagens