Recentemente a DC revelou que uma nova heroína assumirá o manto de Mulher-Maravilha, porém ela é um rosto bem conhecido entre os fãs, trata-se da Princesa Núbia.

Núbia apareceu pela primeira em Mulher-Maravilha #204 e foi apresentada como a irmã gêmea perdida de Diana. Além de desempenhar um importante papel na história, a Princesa, ao estrear nas páginas das HQ’s em 1973, se tornou um dos primeiros super-heróis negros da DC Comics, trazendo mais representatividade para a editora.

A personagem estrelará sua própria série de histórias em quadrinhos chamada “Nubia: Real One”, escrita por L.L. McKinney (leia mais aqui), porém 2021 trará ainda mais destaque para ela. Foi revelado que McKinney e a artista Alitha Martinez trarão Núbia para o “Future State“, onde ela desempenhará o papel da nova Mulher-Maravilha.

McKinney e Martinez estão juntas na história que aparecerá em “Future State: Immortal Wonder Woman”. Enquanto isso, Núbia também aparecerá no arco da história da “Mulher-Maravilha Imortal”  de Becky Cloonan, Michael W. Conrad e Jen Bartel. McKinney através de seu Twitter afirmou que estava animada para trazer a Princesa Núbia para os holofotes, como parte do evento DC Future State e aproveitou para postar uma foto da amazona como Mulher-Maravilha, assim como fez Martinez.

É incrível vermos ela como protagonista e ao mesmo tempo será interessante entendermos como a história de Núbia se alinhará com outra Mulher-Maravilha, a brasileira Yara Flor, que fará sua estreia em  “DC Future State: Justice League”. Mesmo que seja por apenas uma única história, veremos uma Mulher-Maravilha negra assumindo um papel de destaque e ainda teremos a oportunidade de entender como a linha do tempo de Núbia, Diana e Yara Flor se complementam.

Ainda não há informações de quando essas publicações cheguem no Brasil. [Via: Screen Rant]

Sobre Lucas

Avatar

Sou publicitário formado pela UFSM, mestre e doutorando em comunicação pela UFSM também. Fora isso, apenas alguém apaixonado pelo mundo nerd.

Últimas notícias