Não é novidade para ninguém que o Batman é um ícone da cultura pop, um símbolo reconhecido por quase todos os círculos sociais e que acumula fãs de diferentes países e diferentes idades. Alguns desses fãs, inclusive, ocupam posições proeminentes na sociedade, como é o caso de Patrick Leahy, atual decano do senado estadunidense. Um aficionado pelo personagem que transformou sua paixão em filantropia, chegando a utilizar os quadrinhos em prol de sua agenda legislativa.

Patrick Joseph Leahy nasceu em 31 de março de 1940, menos de um ano depois da primeira aparição do Batman em Detective Comics #27 (lançada em maio de 1939). Leahy é político e advogado e está atualmente em seu oitavo mandato no senado americano, onde atua desde 1974. Nesse momento, Leahy é o terceiro na linha de sucessão presidencial dos Estados Unidos, atrás apenas da vice-presidente Kamala Harris e da presidente da câmara dos representantes, Nancy Pelosi. Ele é o único senador democrata da história a ser eleito pelo estado de Vermont, uma vez que seu colega Bernie Sanders se declara como independente, apesar de concorrer pelo partido.

O primeiro contato de Leahy com o personagem foi aos 4 anos de idade, frequentando a biblioteca Kellogg-Hubbard, em Montpelier, cidade com menos de 8 mil habitantes ao norte do estado de Vermont. Em sua página no site do senado americano , Leahy destaca que muitas de suas principais memórias afetivas de infância se passaram nessa biblioteca, onde “todos se encaixavam e as possibilidades não tinham limites”.

O senador Patrick Leahy na biblioteca Kellogg-Hubbard.

Leahy, quando criança, passou muitas de suas tardes lendo quadrinhos nessa biblioteca e, enquanto muitos de seus amigos se encantavam com personagens de poderes quase divinos, como o Superman, ele desenvolveu fortes laços afetivos com o Morcego de Gotham.

Seu primeiro envolvimento direto com o Batman foi nos quadrinhos, quando escreveu o prefácio para “Batman: The Dark Knight Archives – Volume 1”, em 1992.

The Dark Knight Archives – Vol. 1. DC Comics.

Vinte e sete anos depois, em 2019, o senador por Vermont voltou a prefaciar uma edição do Homem Morcego, dessa vez a comemorativa “Detective Comics: 80 years of Batman”. Nela, Leahy explica um pouco de sua paixão pelo personagem, afirmando que ele apresenta “qualidades e defeitos humanos […] prevalece por seu intelecto superior e suas habilidades como detetive, pela liberdade garantida por sua grande fortuna e sua força de vontade […] sem super poderes, mas com habilidade, ciência e racionalidade”.

Prefácio da edição comemorativa “Detective Comics: 80 Years of Batman”, por Patrick Leahy. DC Comics.

Embora tenha sido eleito pela primeira vez em 1974, até meados dos anos 1990 a afinidade de Leahy com o Batman não apresentou grande influência nos seus afazeres diretos com o congresso. Porém, a coisa muda de figura quando o senador colabora com a DC Comics na criação do arco “Batman: Vítimas Inocentes – O Perigo das Minas Terrestres” em 1996, também prefaciado por ele. A história alerta para o perigo da utilização desse tipo de armamento, bandeira contra a qual Leahy advogou durante muito tempo. Na época, o senador afirmou em entrevista ao jornal do congresso, Roll Call, que ele havia distribuído cópias do gibi sobre as mesas de todos os senadores.

“Batman: Vítimas Inocentes” alerta para os perigos da utilização de minas terrestres em combate.

A partir dos anos 1990 o senador Leahy passa a colecionar participações em produções do Morcego de Gotham, especialmente nos filmes live action, mas também na aclamada Batman: A Série Animada. Confira a seguir como (e onde) o senador marcou presença nesse período:

  1. Batman Forever (1995)

A primeira participação acontece no longa metragem dirigido por Joel Schumacher e é muito rápida. Tão rápida que é até difícil de constatar.

  1. Batman: A Série Animada: “O Confronto” (1995)

A segunda aparição de Leahy ocorre pouco tempo depois, no episódio 13 da 2ª temporada da famosa série animada, que foi ao ar originalmente em 12 de setembro daquele ano. Dessa vez, Leahy aparece em um longo flashback e possui algumas falas.

  1. Batman & Robin (1997)

A terceira participação de Leahy ocorre no outro longa dirigido por Schumacher. Ele aparece durante o leilão de caridade e pode ser visto algumas vezes no meio da multidão, a primeira delas logo antes da infame cena do Bat-cartão de crédito.

  1. Batman: O Cavaleiro das Trevas (2008)

Sem dúvida a mais memorável e conhecida participação especial do senador no universo do Batman, uma vez que Leahy protagoniza um dos momentos mais tensos do longa em uma cena com o Coringa do saudoso Heath Ledger.

Nesse trecho do filme, Bruce Wayne está patrocinando um evento beneficente em prol do promotor Harvey Dent, evento esse que é invadido pelo Coringa e sua trupe que aterrorizam os presentes enquanto buscam pelo promotor.

Nesse momento, Leahy solta a famosa frase “não somos intimidados por bandidos”. Bateu saudades? Assista a cena clicando aqui. Em entrevista, o senador afirmou que Ledger o assustou de verdade quando partiu para cima dele com a faca. “Eu não tive que atuar”, declarou.

  1. Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge (2012)

O senador por Vermont volta a aparecer no último filme da trilogia de Christopher Nolan, possivelmente interpretando o mesmo personagem do filme anterior. Aqui ele aparece em uma reunião da cúpula de diretores da Wayne Enterprises.

  1. Batman vs Superman: A Origem da Justiça (2016)

É a última participação de Leahy (até o momento), onde ele interpretou o Senador Purrington na oitiva do Superman. Infelizmente seu papel teve um fim trágico, uma vez que Lex Luthor explodiu a sala do congresso, evento do qual o Homem de Aço foi o único sobrevivente.

A carreira cinematográfica do senador Patrick Leahy envolve, em sua grande maioria, papéis curtos e até pouco perceptíveis, porém que certamente fazem parte do imaginário de todo fã do Homem Morcego. Afinal, ter tido a oportunidade de contracenar com o lendário Heath Ledger é uma das maiores satisfações que um fã desse universo poderia ter.

De todo modo, as participações de Leahy nos filmes não foram “gratuitas”, por assim dizer. O senador recebeu cheques por vezes bastante polpudos por seus direitos de imagem ao longo do tempo, dinheiro esse completamente doado para a manutenção da biblioteca Kellogg-Hubbard, instituição responsável por fazer aflorar sua paixão pelo personagem. Segundo a co-diretora da biblioteca, Carolyn Brennan, apenas as participações de Leahy na trilogia “O Cavaleiro das Trevas” renderam aos cofres da instituição mais de US$ 150mil, boa parte utilizados para financiar uma ala infantil que acabou recebendo o seu nome como homenagem

Em 2012 o senador recebeu uma placa na instituição e é referido pela equipe do local como “nosso super-herói”.

Tradução: Senador Patrick Leahy nosso “super-herói” – Obrigado por “não ser intimidado por bandidos” e por apoiar a biblioteca infantil Kellogg-Hubbard por meio dos filmes do “Batman” e “O Cavaleiro das Trevas”.

Recentemente, Leahy descartou a possibilidade de fazer uma pontinha em The Batman. O filme dirigido por Matt Reeves e estrelado por Robert Pattinson deve chegar aos cinemas no dia 4 de março de 2022. A pandemia do novo coronavírus, uma agenda cheia e turbulenta no congresso americano e o fato do filme ter sido rodado majoritariamente no Reino Unido são alguns fatores que contribuíram para sua provável ausência.

De toda forma, dado o histórico de frequentes aparições, não deve demorar muito para que o senador mais super heroico de todos os tempos volte a dar as caras nas telonas, não é mesmo?

Sobre Álisson

Engenheiro civil, professor e fissurado pelo universo de super-heróis e da cultura pop. Fã incondicional do Batman e defensor ferrenho do Batfleck. Palpiteiro profissional.

Últimas notícias