Depois de revelar anteriormente que a adaptação da Netflix, ‘The Sandman’ seria modernizada, Neil Gaiman confirmou que a série se passará em 2021, nos dias atuais de seu lançamento.

De acordo com Gaiman, essa atualização não afetará a história de origem do personagem Sonho, também conhecido como Morpheus. Nos quadrinhos de Sandman, Morpheus foi preso pela Ordem dos Mistérios Antigos no ano de 1916, finalmente escapando sete décadas depois, em 1988 (ou seja, na época em que a HQ foi publicada pela primeira vez). Na adaptação da Netflix, Morpheus aparentemente ainda será capturado em 1916, embora desta vez ele permanecerá confinado por mais três décadas, ou pouco mais de um século no total. Gaiman também comentou que a produção de The Sandman deveria começar no início deste ano, mas a pandemia da Covid-19 acabou prejudicando os planos.

“Estamos trabalhando com a Netflix e estávamos prontos para começar a filmar no final de maio.”, disse o escritor ao Digital Spy. “Dado este cenário mundial da Covid-19, tudo está em pausa.” Gaiman continuou: “A versão da Netflix será exibida em 2021, então Morpheus terá sido mantido prisioneiro por 105 anos em vez de 70 anos, como nos quadrinhos.”

Criado por Gaiman ao lado dos artistas Sam Keith e Mike Dringenberg, The Sandman estreou em janeiro de 1989 pelo selo Vertigo da DC. A primeira temporada da série da Netflix adapta o conteúdo de seus dois primeiros arcos de história, Prelúdios & Noturnos  e A Casa de Bonecas. Em comentários anteriores, Gaiman — que servirá como produtor executivo e escritor — explicou por que a decisão foi tomada para atualizar a história dos quadrinhos para os tempos modernos. -Leia sobre aqui-.

Sobre Willyan

Willyan Bertotto

Publicitário. Diretor de Arte, Designer e Batmaníaco. Fã incondicional da DC Comics e pesquisador assíduo desse universo e todas as suas possibilidades de transformação.

Últimas notícias