O crossover Crise nas Infinitas Terras (2019) nos trouxe gratas surpresas e certamente uma delas foi a participação de Tom Ellis, o que incluiu a produção protagonizada pelo ator como parte do grande universo compartilhado das séries da DC. Na produção, Lucifer afirma que deve um favor para John Constantine (Matt Ryan), porém ambos não entram em muitos detalhes, apenas dizem que ele envolve Maze (Lesley-Ann Brandt).

Como noticiado nos últimos meses Matt Ryan se despediu do papel de Constantine em ‘Legends of Tommorow’, já  a série ‘Lucifer’, chegou ao fim após seis temporadas. Tais desfechos deixaram margem para os fãs teorizarem sobre o possível furo no roteiro, ou até mesmo apontassem o esquecimento deste acontecimento, visto que os personagens acabaram não revelando qual foi este favor. Porém os eventos da última temporada de Lúcifer podem, de certa forma, explicar que o Constantine pode ser o responsável pela presença de Maze na Terra.

A relação existente entre os personagens foi explorada no episódio da série “The Flash”, que atuou como parte 3 do evento crossover em questão, onde vemos John Constantine indo à Terra de Lúcifer (Terra-666), juntamente com Mia Smoak (Katherine McNamara) e John Diggle (David Ramsey), para que eles pudessem encontrar algum modo de recuperar a alma de Oliver Quenn (Stephen Amell). Embora o regente do Inferno se mostrasse claramente incomodado com a presença de John, Lucifer se disse obrigado a cumprir sua palavra e ao ajudar o mago disse a seguinte frase: “Eu devo a você por Maze“.

Como as produções jamais voltaram a tocar no assunto, os fãs começaram a teorizar qual seria a relação entre os personagens e a teoria mais aceita foi a de que John havia aberto um portal para o inferno e permitido que a Maze pudesse viajar livremente para a Terra, já que demônios somente podem deixar o Inferno se possuírem um corpo humano recém falecido. Embora sólida, essa teoria foi diretamente refutada ao longo da série e durante a 6ª temporada vimos que Lúcifer era mais do que capaz de transportar a si mesmo e outras pessoas entre as dimensões. Então, não seria lógico que Constatine tivesse feito isso, porém, devemos acrescentar um elemento nesta teoria, as leis de Deus. De modo geral, os poderes de Lucifer e dos outros anjos e demônios são limitados pelos decretos divinos. Isso sugere que foi a vontade de Deus, e não a de Lucifer, que confinou os demônios no Inferno e permitiu que eles viessem à Terra apenas se estivessem em corpos humanos.

Os eventos finais de série ainda introduziram uma nova ótica nesta teoria, pois o detetive Dan Espinoza foi levado do Inferno para a Terra e logo descobriu que ele era um fantasma completamente invisível e intangível para todos, exceto para os anjos e demônios. É possível que o mesmo se aplique para qualquer pessoa designada ao Inferno, seja ela mortal ou demônio. Também não podemos esquecer que Dan só foi capaz de interagir com mortais após possuir um corpo humano, assim como os demônios fazem.

Após tantas explicações, a teoria sugere que a magia de Constantine seja a responsável por permitir que Maze consiga ficar na Terra em seu próprio corpo e também seja capaz de interagir com outras pessoas.  Se existe algo pelo qual Constantine é famoso é por usar sua magia para desafiar as regras, até mesmo as leis divinas. Parece provável então que ele tenha encontrado uma maneira de burlar a vontade de Deus e assim descobriu uma maneira de Maze permanecer na Terra em uma forma sólida, mesmo que os demônios sejam sujeitos às leis de Deus na Terra-666.

[Via: Screen Rant]

Confira a crítica da última temporada de Lucifer –AQUI-.

Sobre Lucas

Sou publicitário formado pela UFSM, mestre e doutorando em comunicação pela UFSM também. Fora isso, apenas alguém apaixonado pelo mundo nerd.

Últimas notícias