A Crise que irá assolar o universo das séries da The CW está começando. Reunimos os Terraversers Daniel, Fabio, Rebeca e Ricardo e fizemos essa matéria especial para explicar alguns acontecimentos e personagens importantes nesse marco histórico do universo DC Comics.

Entendam que todos os acontecimentos que nos trouxeram até aqui são confusos em alguns momentos. Estamos lidando com o multiverso, muitas terras, diversos personagens, diversas versões dos mesmos personagens, vida, morte, inicio e fim. Foram 4 anos de pesquisa para criar a história “Crise nas Infinitas Terras”.

O Multiverso

O conceito de Multiverso existe dentro e fora dos quadrinhos. Na ciência é o termo usado pra ideia da existência de inúmeros universos, em algumas teorias são descritos como universos paralelos. Nos quadrinhos não é muito diferente. Por diversas vezes a DC tem ilustrado e explicado o conceito de Multiverso.  Separamos duas explicações, uma da série Flash (que explicou a teoria mais de uma vez, bem mais até) e outra da animação Liga da Justiça: Crise em Duas Terras.

Flash

Liga da Justiça: Crise em duas Terras

Tendo entendido o conceito de Multiverso é importante explicar uma das principais diferenças entre o Arco “Crise nas Infinitas Terras” dos quadrinhos e a adaptação atual da série.

Nas séries está definido que existem 52 Terras, mas esse conceito só se tornou “regra” do universo DC em 2005, em “Crise Infinita”. “Crise nas Infinitas Terras” de 1986 (reforçando, é a historia adaptada pra série) fez com que as infinitas terras se tornassem uma, já a Crise Infinita dividiu, criando as 52 que conhecemos hoje.

“Em Crise nas Infinitas Terras junta tudo, e em Crise Infinita divide de novo.” MARTINS, Daniel.

Você pode conferir o guia do Multiverso das 52 Terras aqui.

O Monitor e o Anti-monitor

O Multiverso foi criado através de Krona, um cientista do planeta OA, em uma experiência, há treze bilhões de anos, que dividiu a dimensão que continha a Terra em um número infinito de dimensões coexistindo no mesmo espaço, porém, como já explicado, em vibrações diferentes. Dessa experiência nasceram o Monitor e o Anti-monitor. O Monitor nasceu na lua de OA, como a personificação de todos os universos positivos. Sua contraparte o ser chamado Anti-Monitor, nasceu em um universo composto de antimatéria, Qward. LaMonica Garrett interpreta os dois personagens na série, o que reforça a ideia de que um é a contraparte do outro.

“O Monitor é a personificação de todos os universos positivos, ele é o responsável por observar a harmonia das Terras e também catalogou os heróis mais fortes na Crise.” – JUNIOR, Ricardo

No arco atual da Liga, a Perpetua fala que o Anti-Monitor existe para guarda a anti-matéria e em Dark Nights Metal é dito ele tem a função de destruir os universos que foram mal formados e não estava em harmonia.

Nos acontecimentos que antecedem a Crise, o  Monitor e o Anti-monitor estavam adormecidos após uma batalha. Porém através do experimento de um cientista chamado Pária, ambos são despertados. O experimento científico lhe permitiria ver o início dos tempos, se assemelhando ao que o Krona fez ao criar o Multiverso.

“Uma nota sobre o Krona é que ele lembrava muito mais um korugariano, a raça do Sinestro. Só depois que a raça migrou para OA e se tornaram os guardiões que ficaram anões e azuis.” SOUZA, Fabio

O Pária

Como dito anteriormente Pária foi o responsável por liberar o Anti-Monitor, ele será interpretado por ninguém menos que Tom Cavanagh, uma das varias versões do nosso conhecido Harrison Wells. No entanto, no Arrowverso, Pária é Nash Wells. Na HQ o personagem se chama Kell Mossa antes de se tornar o Pária.

Nos quadrinhos ele possui muitos poderes que ao mesmo tempo são um grande fardo. Ele eliminou todas as doenças em sua terra natal, apenas para assistir à sua destruição; é imortal, o que o ajuda a testemunhar a destruição de universos infinitos; praticamente invulnerável, quando um universo é atingido pela antimatéria ele não é afetado; pode voar de um lugar para outro na Terra condenada em que está preso. Pode se teletransportar de uma Terra recentemente destruída para uma que está prestes a morrer. Contra sua vontade.

Ele testemunha o fim de todas as terras, porque foi culpado por libertar o Anti-Monitor. Condenado a só observar a terra que vai acabar.

A Precursora

A personagem será interpretada por Audrey Marie Anderson como Lyla Michaels do Arrowverso.  A Precursora nas HQ’s é a filha adotiva do Monitor, ela ajuda o pai a mapear os meta-humanos do Multiverso para reuni-los na luta que definirá a Crise.  

Nas HQs ela é corrompida pela antimatéria e mata o próprio pai. Porém isso já era previsto pelo Monitor, que sabia o que era necessário para derrotar sua contraparte.

“Aquela coisa do messias, Jesus que sabe de Judas.” SOUZA, Fabio.

Alexander Luthor Junior

Filho de Lex Luthor e Lois Lane da Terra 3, onde Luthor é o único herói que luta contra o Sindicato do Crime ( que mostramos aqui no vídeo de “Liga da Justiça: Crise em Duas Terras”). Para salvar seu filho, os pais de Alexander o colocam em uma nave para fora da Terra 3 que estava sendo consumida pela onda de antimatéria.

Ainda bebê ele é encontrado e levado ao Monitor que o estuda. A passagem de sua nave pela tempestade antimatéria lhe concede poder sobre a matéria e a antimatéria além de crescimento acelerado. Nos quadrinhos o herói salva a Lois da Terra 2 e ajuda a Precursora.

Infelizmente, não temos informação da participação do personagem na série, mas Luthor Jr. desempenhou um papel muito importante nas HQs.

3 Supermen

Em “Crise nas Infinitas Terras” temos três Supermen em destaque,  Super da Terra 1, Terra 2 e o Super adolescente que chamam de Superboy.

O Superman da Terra 2 é mais velho, muito parecido com o que vemos em “Reino do Amanhã”, em “Crise nas Infinitas Terras” a história ainda não havia sido publicada. Conforme as imagens de divulgação do crossover, esse será interpretado por Brandon Routh.

Routh que hoje faz parte das Lendas do Amanhã, interpretou o Azulão em 2006, o filme não conquistou tanto o público, mas sua versão para Crise causou comoção desde o anúncio.

Nos quadrinhos, os Supermen lideram os heróis na Crise, conforme as divulgações do mega evento das séries, eles estão reunindo diversas versões do herói pelo Multiverso. Alem de Routh, temos Tom Welling de Smallville e Tyler Hoechlin de Supergirl.

A Crise irá definir o futuro das séries e deverá encerrar alguns ciclos. O evento é marcado por muitas mortes de personagens e despedidas, preparem os lencinhos.

Confira as datas em que os episódios serão transmitidos!

SUPERGIRL  – domingo, 8 de dezembro de 2019 (AMANHÃ!)

BATWOMAN – segunda-feira, 9 de dezembro de 2019

THE FLASH  – terça-feira, 10 de dezembro de 2019

ARROW – terça-feira, 14 de janeiro de 2020

LENDAS DA AMANHÃ – terça-feira, 14 de janeiro de 2020

Sobre Rebeca

Rebeca Vilas Boas

Uma deusa, uma louca, uma feiticeira.

Últimas notícias