De acordo com as histórias do Rei Arthur, Morgana Le Fay foi uma sacerdotisa que queria usurpar o trono de Camelot. Ela foi treinada por sua tia, Vivianne, a Dama do Lago de Avalon. Merlin, o mago mais poderoso de todos, serviu como profeta e conselheiro de Arthur. Esses personagens fazem parte do Ciclo Arturiano, um conjunto de contos, lendas e folclores referentes a histórias da Bretanha e suas ilhas. Seu conteúdo é fonte de inspiração para histórias originais ou adaptações no formato de livros, jogos, séries na televisão e filmes. É claro que este material também chegou às páginas de quadrinhos com Madame Xanadu, uma poderosa maga e conhecedora do ocultismo, fundadora da Liga da Justiça Sombria.

Madame Xanadu na capa de Doorway to Nightmare #1

Madame Xanadu foi criada por David Michelinie e Val Mayerik em 1978, aparecendo pela primeira vez no quadrinho Doorway to Nightmare #1, uma série onde Madame Xanadu ajuda humanos com problemas sobrenaturais. A personagem é apresentada como dona de um estabelecimento esotérico, ao qual somente aqueles que realmente necessitam conseguirão encontrar a porta aberta. Com um ar misterioso, ela surpreende seus clientes já sabendo seus nomes assim que entram em sua loja. Enquanto Xanadu escuta os problemas que os perturbam, ela faz uma leitura com cartas de tarô para buscar por respostas e conselhos. Ela também tem a habilidade de pressentir forças ocultas, como sentir a aproximação de seres sobrenaturais. Por motivos desconhecidos ela é incapaz de ajudar os clientes de forma direta, mas pode aconselhar e dar dicas sobre como o cliente resolverá o problema. Depois que a criatura sobrenatural é derrotada, Madame Xanadu aprisiona sua essência em um jarro e deixa na loja dela, agindo como uma guardiã para que o mal não escape.

Doorway to Nightmare tem Madame Xanadu como protagonista, porém ela aparece em poucas páginas. Isso poderia ser um problema, mas acaba se tornando o grande charme desta publicação. Com um novo cliente em cada edição, as páginas dos quadrinhos são direcionadas para contar uma nova história, explicar por que precisam de uma vidente. As aparições de Madame Xanadu são em momentos bem encaixados, reforçando sua figura misteriosa e sábia. Infelizmente, Doorway to Nightmare foi cancelada com apenas cinco edições, lançada em um ano marcado pelo cancelamento em massa das publicações da editora, conhecido como DC Implosion. Em 1979, a série ganhou mais cinco edições dentro da publicação Tales of the Unexpected (1956), sendo os capítulos #190 ao 195.

Nimue lendo runas acompanhada por fadas.

Em 2008, Madame Xanadu ganhou uma série solo pela Vertigo, contando a história da personagem através dos séculos. Logo no início, em Madame Xanadu #1 e #2 conhecemos as origens da personagem, uma feiticeira descendente dos Homo Magi chamada Nimue Inwudu. Muito conectada com a natureza, Nimue é cercada por pequenas fadas e vive em harmonia com a floresta. Em vez de cartas, ela utiliza runas para ler o futuro e é capaz de realizar feitiços poderosos. Conhecida como Ninfa Silvestre ou Senhora do Bosque Sagrado pelos druidas que servem ao reino de Camelot, ela está sempre disposta a ajudar aqueles que protegem e veneram a floresta. Quando soube que Camelot estava em perigo, e sua irmã estava envolvida, Nimue tentou intervir. Para conversar com sua irmã, Nimue Inwudu precisou atravessar o lago de Avalon que é protegido por sua irmã mais velha Vivianne, conhecida como a Dama do Lago. As coisas não saem como planejado durante a visita à sua irmã Morgana, que revela querer conquistar o reino para o filho, bastardo do rei Arthur. Nimue decide pedir ajuda para o mago Merlin, seu amante, mas também não obtém sucesso.

Merlin amaldiçoando Nimue

Ainda em Madame Xanadu #1 e #2, Nimue sente a presença de algo misterioso, logo revelando ser um homem encapuzado carregando um cajado. O homem diz para Nimue deixar o destino seguir seu curso, o que ela viu ao ler as runas irá acontecer e nem mesmo ela poderá mudar isto. A figura estranha também alerta Nimue sobre Merlin, alegando que ele não é tão bondoso quanto aparenta ser. Mais tarde ela acaba percebendo que Merlin oculta informações e isto não a agrada, levando-a acreditar que ele não é um homem bom. Nimue é capaz de lançar um feitiço que aprisiona o mago em uma amoreira, ao qual seus espinhos eliminam toda magia presente. Antes de ser completamente imobilizado e engolido pela planta, Merlin lança uma maldição que quebra a conexão de Nimue com a natureza, fazendo com que ela perca parte de seus poderes provindos de seus ancestrais.  

Madame Xanadu fazendo um encantamento de conexão

Antes de Merlin tirar seus poderes, ela tinha a habilidade de desintegrar o corpo, transformando-o em uma rajada de ar para se locomover. Além disto, utilizava a floresta em que vivia para criar poções e encantamentos, e estava sempre acompanhada de uma pequena adaga. Ela também era capaz de realizar feitiços, como causar cegueira temporária e até mesmo controlar a vontade de uma pessoa. Madame Xanadu pode sentir fenômenos sobrenaturais e místicos, ocultos para pessoas normais e até mesmo outros feiticeiros.  Ela utiliza cartas de tarô para espiar o futuro e buscar respostas. Consegue levitar e mover objetos, assim como pode se tele transportar e levar outras pessoas consigo. É capaz de realizar pequenos encantamentos ao nível básico para uma bruxa. Vale mencionar que, além de sua imortalidade, Xanadu utiliza poções para manter sua aparência jovial. Além das cartas de tarô, ela possui uma bola de cristal, livros e objetos mágicos em sua loja para auxiliá-la.

Madame Xanadu lendo a própria sorte para a Morte

Madame Xanadu (2008) é um quadrinho que aproveita eventos históricos e pessoas reais para misturar ao seu universo místico, enriquecendo sua própria história com estes detalhes. Por exemplo, quase quatro séculos depois da queda de Camelot, Nimue passa a viver na Mongólia como vidente do imperador Kublai Khan no Palácio de Xanadu. Lá ela era chamada de Madame Vidente ou Oráculo de Xanadu e serviu ao imperador por mais de 12 anos. Tanto o imperador Kublai, quando a cidade de Xanadu eram reais, e acredita-se que o palácio fazia parte da Cidade Proibida de Pequim. Agora atendendo pelo nome de Madame Xanadu, ela retornou para a Europa no século XVIII, onde passa a oferecer seus dons de vidências, através das cartas de tarô, para os nobres franceses. Nesta época ela conhece a rainha Maria Antonieta, arquiduquesa da Áustria e rainha consorte da França. Madame Xanadu decide contar apenas as partes boas do futuro de Antonieta, escondendo o fim da monarquia e a morte da rainha pela guilhotina, retratados em nossos livros de história como a Revolução Francesa. Durante sua passagem pela França, Xanadu é presa e começa a envelhecer de forma acelerada ao ser privada de suas poções em sua cela. Após invocar a Morte (de Sandman) e ler as cartas com seu próprio destino na presença dela, Madame Xanadu conseguiu um acordo de imortalidade (Madame Xanadu #6). Afinal, o futuro, diante da Morte, dizia que aquela não era a hora dela. Ela também precisa beber uma poção para preservar sua juventude ao logo dos séculos.

Xanadu prendendo o Vingador Fantasma e depois presenciando pessoalmente o nascimento do Espectro

O homem misterioso que ampara Nimue em Camelot continua presente no decorrer da série e acaba influenciando as ações da maga. Xanadu percebe que ele poderia ter evitado várias tragédias que presenciou, mas não o fez para garantir a libertação de uma relíquia mística antiga. Comparando o homem a um vilão, ela jura que irá pará-lo na próxima vez que se encontrarem. Vale mencionar que este homem misterioso é o Vingador Fantasma, que sempre está no lugar certo e na hora certa. Quando Madame Xanadu finalmente vai para a América, ela mantém um relacionamento romântico com John Zatara. Quando ela sente o retorno do homem misterioso, ela tenta pedir ajudar para John, mas logo ela descobre que seu amante já conhecia o homem. John descobriu como controlar seus poderes na infância com a ajuda do Vingador Fantasma. Inconformada, Xanadu decide lançar um encantamento de ligação contra o estranho, o aprisionando caso ele chegasse perto dela. Isto impede que o Vingador Fantasma possa presenciar um grande evento, a criação do Espectro, fazendo com que até mesmo a própria Xanadu não possa enxergar isto em sua bola de cristal (Madame Xanadu #9 e 10).

Vingador Fantasma e Zatanna encontram Madame Xanadu e sua assistente

Em Day of Vengeance (2005) vemos Espectro desorientado, pensando que a mágica é maligna, perseguindo e destruindo qualquer ser místico que encontra. Espectro vai atrás do “alto escalão da magia” e isso inclui Madame Xanadu. Ele acha que Madame Xanadu mantém sua magia através da leitura de cartas, por isto ele a deixa cega como modo de impedir que ela pratique magia (Day of Vengeance #2). No especial Day of Vengeance: Infinite Crisis (2006) descobrimos que Madame Xanadu continua cega, mesmo após tentar reconstruir seus olhos 14 vezes. Ela alega que a maldição do Espectro é muito poderosa, mesmo para as habilidades dela. Xanadu continua lendo as cartas com o auxílio de sua aprendiz Daena, mas a leitura não é tão precisa quanto antes. Madame Xanadu se junta ao Pacto das Sombras, um grupo formado por seres mágicos dispostos a tentar parar Espectro e reconstruir a Pedra da Eternidade.

Liga da Justiça Sombria reunida em frente à Casa dos Mistérios

Finalmente chegamos aos Novos 52 e Madame Xanadu consegue recuperar sua visão com o poder do escritor! Além de ter seus olhos funcionando perfeitamente, as alterações da nova linha de publicação da DC modificaram um pouca da história de Xanadu. Nimue Inwudu ainda é irmã de Morgana Le Fey e agora princesa de Camelot por ser meia-irmã de Arthur, esta nova história sobre Xanadu é contada em Demon Knights (2011). Neste quadrinho vemos que ela aprendeu a usar magia com Merlin e se apaixona por Jason Norwich, que mais tarde tem o demônio Etrigan aprisionado em seu corpo. Alguns aprendizes de feitiçaria, entre eles está Xanadu, são enviados para a jornada pós vida do Rei Arthur, que faleceu durante a batalhe de Camelot. Mas antes de chegar até as Ilha dos Mortos em Avalon, ela pula no lago e foge, vivendo como cartomante nas cidades por onde passa (Demon Knights #8). Além disto, seus poderes mágicos estão de volta já que a maldição de Merlin não foi lançada nesta versão, então Madame Xanadu é capaz de realizar feitiços como criar raios, escudos de proteção e até mesmo transformar pessoas em animais.

Em Justice League Dark (2011), Xanadu tem visões de um futuro terrível. Depois que Madame Xanadu separou Magia do corpo de June Moone, a bruxa causa destruição no mundo inteiro em busca de sua antiga hospedeira. Para tentar deter Magia e evitar o futuro que viu, Xanadu tenta formar uma equipe com Shade, Zatanna, Constantine e Desafiador. A princípio eles recusam, ainda culpando Xanadu pelo caos causando por Magia, mas a procuram por terem pesadelos recorrentes sobre a destruição do mundo (Justice League Dark # 5 e 6). Madame Xanadu explica para os feiticeiros que os pesadelos na verdade eram vislumbres do futuro. Para evitar que o futuro se torne concreto, eles deveriam se unir, formando a Liga da Justiça Sombria.

Jeryl Prescott como Madame Xanadu em Swamp Thing (2019)

Madame Xanadu foi adaptada para live-action, interpretada pela atriz Jeryl Prescott, na série Monstro do Pântano (2019) do DC Universe. Infelizmente a série foi cancelada com apenas uma temporada. Na animação Young Justice de 2010, Madame Xanadu, dublada por Cree Summer, aparece no episódio “Denial” como uma falsa médium, mas acaba utilizando mágica de verdade. Nos vídeos games, Madame Xanadu é mencionada pela Magia durante o combate em Injustice 2. No DC Universe Online (2011) apenas a loja de Xanadu aparece como cenário do jogo, lá sabemos que ela está localizada ao equivalente a Chinatown de Metrópolis.

Dicas de leitura:

Doorway to Nightmare (1978)
Talvez você tenha passado por ela antes, sem prestar atenção. Uma pequena loja, a janela desordenada exibe os sinais que proclamam o conhecimento do esotérico e do oculto. E enquanto para alguns pode ser a porta para um mundo de sonhos realizados, para outros ele será como uma horrível porta para o pesadelo.

Madame Xanadu (2008)
Sua história abrange séculos e todo o mundo – desde reinos medievais até os dias modernos de Nova York. Ela é Madame Xanadu, a vidente sem idade cujos poderes de visão podem mudar o curso dos eventos humanos… mas como a vidente se vê e o que o seu futuro reserva?

Demon Knights (2011)
Situada na Idade das Trevas do Universo DC, uma horda bárbara está se formando para esmagar a civilização. Coube a Madame Xanadu e Jason Blood, o homem com um monstro dentro dele, ficar no caminho deles – embora o demônio Etrigan não tenha interesse em proteger alguém ou qualquer coisa além dele mesmo! Será necessário mais do que o seu próprio poder para impedir um exército alimentado por sede de sangue e feitiçaria sombria, e alguns heróis muito surpreendentes – e vilões – não terão escolha a não ser se juntar à briga!

Justice League Dark (2011)
A bruxa conhecida como Magia enlouqueceu, desencadeando forças que nem mesmo os poderes combinados de Superman, Batman, Mulher Maravilha e Cyborg podem parar. E se esses heróis não puderem lidar com o trabalho, quem se oporá a essa loucura mística? Sombra o homem em transformação, Madame Xanadu, Desafiador, Zatanna e John Constantine podem ser nossa única esperança – mas como podemos confiar em seres cujos presença faz as pessoas comuns suar frio?

The Demon: Hell is Earth (2018)
À medida que Etrigan e Jason Blood se adaptam às suas novas formas na zona do Inferno que envolvem o Vale da Morte, eles se veem na presença de uma criança aparentemente psíquica, que não é afetada pela explosão nuclear do inferno. Mas antes que possam abordar o mistério dessa criança, eles devem lutar até encontrar uma velha companheira, Madame Xanadu, que está presa em um hotel do inferno na estrada. Enquanto o inferno continua a vomitar na Terra, o sangue deve tentar conter um Etrigan desequilibrado, capaz de prejudicar todos ao seu redor, incluindo seus companheiros.

Sobre Rayanne

Rayanne Matos

Capixaba. 1993. Bióloga. Sarcasmo. Socialmente distante. Hera Venenosa. Torre de Babel. Me envie fanfic. Time is money, money is power, power is pizza and pizza is knowledge. Let’s go!

Últimas notícias