O parceiro mirim mais conhecido e amado dos quadrinhos acaba de ficar mais velho, mas ele está com mais gás do que nunca!

Criado em 1940 para trazer dinâmica e leveza às histórias do Batman, o Robin foi mais um tiro certeiro da DC Comics na época visto que hoje em dia o personagem é um dos mais importantes e conhecidos pelo público em geral, e o primeiro parceiro mirim dos quadrinhos de super-heróis! Dada a idade do personagem, é de se esperar que ele já teve diversas encarnações, e devido a sua popularidade não é difícil encontrarmos conteúdo relacionado a ele, muitos sendo lançados até hoje. Venha conferir 10 sugestões de quadrinhos, animações e games que separamos para você conhecer mais do menino prodígio!

1- Batman: Vitória Sombria. (HQ)

Nessa história acompanhamos Bruce Wayne em um dos seus primeiros anos como vigilante mascarado, investigando uma série de assassinatos por Gotham em meio a uma louca guerra entre gangues. Como consequência dessa guerra, os pais do jovem Richard Grayson são mortos em sua frente durante uma apresentação no circo em que trabalhavam. O quadrinho mostra todo o processo de adoção de Dick por Bruce e como ele viu muito de sí mesmo no pequeno órfão. Aqui vemos de forma atualizada e moderna a origem do Robin, com Bruce apresentando o mundo do combate ao crime a Dick e dando ao jovem a oportunidade de vingar as mortes de seus pais. No Brasil, a HQ foi republicada recentemente pelas editoras Panini e Eaglemoss, então é um ótimo começo para entrar de cabeça na história do Robin.

Compre na Amazon: Batman Noir: Vitória Sombria

2- Robin: Ano Um. (HQ)

Como indica o nome, a HQ retrata Dick Grayson em seu primeiro ano atuando como Robin ao lado do Batman, então cronologicamente ela se passa pouco tempo depois de Vitória Sombria. Vemos aqui Dick tentando balancear a nova vida de protegido de Bruce Wayne e estudante, com a de combatente do crime. Mesmo entendendo ser só um adolescente, ele agora carrega muitas responsabilidades e está sujeito a perigos que nunca imaginaria antes como um jovem acrobata do Circo Hally. Podemos notar o amadurecimento do Robin durante toda a história, um detalhe muito legal de se acompanhar. Um dos pontos altos da HQ é a relação de Bruce e Dick que é muito bem construída, além de mostrar como o Alfred é essencial na vida de ambos. A história também foi publicada no Brasil recentemente pela editora Eaglemoss.

3- Os Novos Titãs – Marv Wolfman e George Pérez. (HQ)

Aqui a DC juntou a genialidade de Marv Wolfman e o traço lindo de George Pérez para compor a melhor fase que os Titãs já tiveram! No tempo em que ficaram na equipe da revista, a dupla fez coisas incríveis com todos os personagens, e com o Robin não foi diferente. Como líder dos Titãs, Dick acabou se redescobrindo, e com o tempo a identidade de Robin já não lhe servia mais, e era a hora de evoluir para algo maior, foi aí que surgiu o Asa Noturna! Era a primeira vez que um grande personagem dos quadrinhos como o Robin passa por uma mudança drástica como alterar o nome e a identidade. E não foi só Dick que amadureceu, as histórias da equipe nessa época chamavam a atenção por seu tom jovial mas maduro, tratando de temas como drogas e a violência nas ruas por exemplo, e por isso merece muita atenção e reconhecimento! Essa fase está sendo publicada pela editora Panini na série “Lendas do Universo DC” atualmente.

Compre na Amazon: Lendas do Universo Dc. Os Novos Titãs – Volume 2

4- Titãs. (Série)

Durante as duas temporadas da série acompanhamos Dick deixar para trás seus ressentimentos por Bruce e também o manto de Robin, e iniciar sua jornada para assumir a identidade de Asa Noturna e liderar a equipe de novos heróis. Titãs, apesar de ter alguns problemas de roteiro, triunfa ao desenvolver o herói rumo a uma nova identidade e faz com que possamos sentir tudo com ele bem de perto, as dores e as alegrias desse percurso. Além disso, temos a presença de outro Robin na série, o substituto do manto de Dick, o impulsivo Jason Todd. Com duas temporadas já lançadas nos Estados Unidos pelo serviço de streaming DC Universe (pela Netflix, no Brasil), Titãs teve a oportunidade de ser bem mais livre de amarras que outras séries da DC, então espere por muito sangue, palavrões e assuntos sérios sendo retratados aqui.

5- Batman Contra o Capuz Vermelho. (Filme Animado)

Deixando agora Dick um pouco de lado, vamos nos concentrar em seu sucessor, Jason Todd. A animação se baseia principalmente no arco “Sob o Capuz” dos quadrinhos do Batman, e vemos o destino cruel que o segundo Robin teve nas mãos do Coringa e sua misteriosa volta a vida para cuidar de assuntos pendentes em Gotham City. É mostrado toda a amargura e ressentimento que Jason – agora o anti herói Capuz Vermelho – carrega principalmente por voltar a vida e notar que Bruce não vingou sua morte como ele esperava: matando seu assassino, o Coringa. A animação traz uma carga emocional bem grande ao retratar a culpa que Bruce tem consigo mesmo por ter deixado Jason morrer, e isso é muito bem enfatizado através de flashbacks onde vemos Batman e Robin em ação juntos e todo o entusiasmo do segundo menino prodígio com a vida de combate ao crime em seus primeiros anos.

6- Detective Comics #934 a #981 – James Tynion. (HQ)

Tim Drake, o terceiro Robin, possui muitas histórias de peso, e algumas das mais recentes estão logo no início de Detective Comics do Renascimento (publicado aqui pela Panini). O jovem é conhecido por ser o mais inteligente e lógico de todos os que já vestiram o manto de Robin, e em seu tempo na revista, o roteirista James Tynion conseguiu trazer toda a genialidade de Tim para a história, onde ele é a mente por trás da mais nova equipe de heróis da cidade, os Cavaleiros de Gotham. À medida que os arcos de história vão passando, vemos Tim tendo que lidar com os mais diversos desafios junto com a equipe, sejam eles obstáculos mentais ou físicos. No fim, temos um grande amadurecimento não só do Robin, mas de todos os integrantes da equipe que é composta por Órfã, Spoiler, Cara de Barro (SIM!), Batwoman, Batwing, Batman e Robin Vermelho!

7- Filmes do DCAU do Batman e dos Titãs. (Filmes Animados)

Aqui poderíamos citar só um dos filmes do Universo Compartilhado de Animações da DC, mas a figura do Robin está presente e tem importância em bem mais do que um. Nesse universo temos Dick, o primeiro Robin, e Damian, o filho biológico de Bruce e o mais novo Robin, os dois tem grande papel em praticamente todos os filmes animados do Batman além dos dois filmes dos Jovens Titãs. O destaque aqui se dá às relações pessoais entre os personagens Batman, Asa Noturna e Robin durante os filmes, que é muito bem trabalhada. Os longas desse universo adaptam grandes arcos dos quadrinhos de forma simples e intuitiva, e os quais os personagens têm destaque são “O Filho do Batman”, “Batman vs Robin”, “Batman: Sangue Ruim”, “Liga da Justiça vs Jovens Titãs”, “Jovens Titãs: O Contrato de Judas”, “Batman: Silêncio” e o filme que vai encerrar esse universo animado, “Liga da Justiça Sombria: Guerra de Apokolips”. A maioria dos filmes está disponível na Netflix!

8- Justiça Jovem. (Série Animada)

Essa só não é série animada da DC mais amada pelos fãs porque ‘Liga da Justiça Sem Limites’ existe, mas no quesito qualidade elas praticamente se equiparam! Justiça Jovem mostra a equipe de heróis que inicialmente era formada por ajudantes de heróis mais velhos como Batman, Flash e Aquaman e sua vida de adolescentes combatentes do crime. O mais legal da série é que ao decorrer de suas três temporadas já lançadas, vemos a evolução de todos os integrantes da equipe. Heróis que eram apenas assistentes e precisavam de ajuda nas missões mais complicadas da primeira temporada, por exemplo, assumem papel de mentores dos novos heróis e até como integrantes da Liga na segunda e na terceira temporada. Dick começa sendo apenas o Robin, com muito a aprender principalmente sobre como liderar equipes, nas temporadas seguintes já vemos ele sob a alcunha de Asa Noturna e com bem mais experiência em trabalhar em equipe e liderar, tirando o fato de que agora ele mentora toda a equipe mais nova ao lado de seus colegas mais velhos. A série também conta com Tim Drake, como sucessor de Dick. As duas primeiras temporadas foram distribuídas no Brasil pela Netflix.

9- Batman e Robin – Os Novos 52. (HQ)

O roteirista Peter Tomasi entra de cabeça na relação de pai e filho de Bruce e Damian de um jeito nunca visto antes, por conta de que o Cavaleiro das Trevas tinha passado muito pouco tempo com seu filho antes dessa série ser lançada. Nesses arcos vemos o quão difícil é para os dois cultivar esse relacionamento de início, pois cada um teve um treinamento diferente e entende a violência de maneiras distintas. Bruce teme que o filho seja dominado totalmente pelas trevas e por seu lado assassino, ao mesmo tempo que tenta se aproximar e ter um relacionamento íntimo com ele, enquanto Damian é impulsivo e cheio de raiva contida, e quer tomar decisões importantes da sua vida por si só. Toda essa imperdível fase foi publicada no Brasil pela Panini em 4 encadernados!

Compre na Amazon: Batman & Robin. A Busca por Robin

10- Batman Arkham Knight. (Jogo)

Não poderíamos deixar essa lista sem nenhum jogo, não é? Os eventos de Arkham Knight são o ápice desse universo para a Bat-família e toda Gotham, e o jogo faz jus a isso dando destaque a vários dos Robins, mas o principal aqui é Jason Todd, que assume uma nova identidade e volta para assombrar Bruce na companhia dos mais variados vilões do herói. Notamos muito no jogo o peso que Bruce carrega e seu medo de perder mais integrantes da sua família para o combate ao crime, como foi o caso do segundo Robin e da Batgirl, de certo modo. Dick, Tim, Jason e Barbara são personagens jogáveis em DLCs e/ou missões específicas, vale muito a pena aproveitar!

Compre na Amazon:

Batman Arkham Knight – PlayStation 4|Batman Arkham Knight – Xbox One

Sobre João

João Pedro

Designer e ilustrador (DC me contrata por favor!), fanboy do Batman e da Mulher-Maravilha mas meio atrasado que nem Barry Allen. Acredito no poder transformador da cultura pop e espero conseguirmos fazer a diferença por aqui!

Últimas notícias