Quando a heroína brasileira Yara Flor chegar em “DC Future State: Mulher-Maravilha”, ambientada no ano de 2050, ela já estará estabelecida como a nova Mulher-Maravilha — e isso significa que o mundo inevitavelmente a comparará com Diana.

Mas Yara Flor não vem da ilha de Themyscira, mas sim das florestas tropicais da Amazônia aqui do nosso país. Independentemente de seu início, ela continua a missão de Diana de projetar o mundo do mal do homem — começando com uma ameaça vinda do coração do submundo! Uma das Amazonas de Themyscira foi capturada por Hades — e esta nova Mulher-Maravilha está pronta para arriscar tudo, incluindo a ira de um deus, para salvar essa irmã que ela jamais viu na vida.

A escritora e criadora da edição, Joëlle Jones, comenta sobre a proposta na publicação DC Nation Presents DC: Future State’.

“Vejo Yara como alguém que correrá em direção a uma luta para corrigir injustiças. Ela se recusa a ser dissuadida, e através de sua coragem e convicção, ela nos lembra de sermos fiéis a si mesmo e ao que você é guiado a fazer, mesmo que pareça impossível. Em DC Future State, Yara é a líder do exército das Amazonas. Ela ainda é bastante nova no papel, então nem ela e nem as Amazonas realmente sabem a profundidade de seu poder ainda.”

Confira algumas imagens da edição:

DC Future State é um evento de dois meses, com início em janeiro de 2021 nos EUA. -Leia mais detalhes aqui-.

Sobre Willyan

Willyan Bertotto

Publicitário. Diretor de Arte, Designer e Batmaníaco. Fã incondicional da DC Comics e pesquisador assíduo desse universo e todas as suas possibilidades de transformação.

Últimas notícias