Especial Esquadrão | Paz a todo custo; Conheça o Pacificador!

    O Pacificador de John Cena é uma das estrelas do filme ‘O Esquadrão Suicida‘ de James Gunn, mas o personagem também vai ganhar uma série na HBO Max, com previsão de lançamento para janeiro de 2022. Definitivamente é um bom momento para ser fã do Pacificador, mas você conhece as origens desse personagem?

    Christopher Smith (O Pacificador) não surgiu originalmente na DC Comics, o personagem foi criado pela Charlton Comics, uma pequena editora que surgiu nos anos 40, mas enfrentou diversos problemas financeiros ao longo dos anos, e em 1986 fechou as portas. Os seus personagens foram adquiridos pela DC. Os heróis Questão, Besouro Azul e Capitão Átomo são alguns dos principais personagens criados pela Charlton e que hoje são parte importante do universo DC.

    Criado por Joe Gill e Pat Boyette , Smith, o Pacificador teve sua primeira aparição na edição 40 de Fightin’ 5 (1966), o quadrinho conta a história de uma equipe paramilitar das forças especiais, e ele fez parte desse time por 5 edições. Devido a sua popularidade no ano seguinte, ele ganhou a primeira história solo, essa HQ teve o título de ‘The Peacemaker’ e durou apenas apenas 5 edições.

    O HERÓI

    A primeira edição de ‘The Peacemaker’ (1967).

    Em The Peacemaker (1967) conhecemos as origens de Christopher Smith, o personagem é filho de um oficial do exército e uma mãe cientista. Seus pais são importantes para sua vida, já que suas habilidades em pilotar aviões e seu interesse na ciência vieram diretamente deles.

    Christopher é um homem que acreditava na diplomacia, até que percebe que isso não funcionava, e decide usar táticas mais extremas em busca da paz, que é o seu grande objetivo de vida. Usando seus conhecimentos, Smith criou um traje de super-herói e armas, criando assim a identidade do Pacificador.

    Nessa primeira versão do personagem, ele era retratado como o herói que acredita que a violência apenas pode ser combatida com mais violência.

    O ANTI-HERÓI

    Pacificador e Comediante.

    O personagem, que apesar de matar era considerado um herói na sua origem, se transforma em um anti-herói ao ganhar sua primeira história na DC.

    A nova origem do Pacificador se cruza diretamente com a história do Comediante. O lendário roteirista Alan Moore tinha como ideia usar os personagens da Charlton Comics, mas a DC não liberou, pois tinha outros planos para eles, então Alan e o artista Dave Gibbons tiveram a ideia de usar os personagens da Charlton como base para criar o universo de Watchmen.

    O Comediante foi uma versão muito mais agressiva do personagem, e o sucesso de Watchmen acabou influenciando uma nova versão do Pacificador, que é muito mais violenta e perturbada.

    As 4 edições de ‘Peacemaker’ publicadas pela DC Comics em 1988.

    Nessa nova origem do personagem publicada pela DC, ele nasceu com o nome de Christopher Schmidt, filho único do nazista austríaco fabricante de munições Wolfgang Schmidt, responsável pela morte de mais de 50 mil inocentes, e da autora de livros infantis Elizabeth Lewis. No seu aniversário de 5 anos Christopher viu seu pai se suicidar na sua frente, o que o traumatizou severamente. Sua mãe Elizabeth então decidiu mudar o sobrenome do seu filho para Smith, afastando assim qualquer ligação com o passado sombrio de seu falecido esposo.

    Aos 18 anos, Christopher entrou no exército, e passou um bom tempo de sua vida sendo um soldado exemplar, até que um dia em uma missão matou diversos inocentes e foi condenado, depois de 2 anos preso foi lhe oferecido um acordo, Christopher entraria no Projeto: Peacemaker (Um esquadrão anti-terrorista ultra-secreto e de alta tecnologia.) o projeto acabou não durando muito tempo e foi encerrado.

    Smith decidiu comandar os negócios de seu pai, o instituto PAX (Uma organização sem fins lucrativos dedicada ao interesse pela paz mundial e que oferece serviços sociais a vítimas do terrorismo em todo mundo). Os propósitos dessa organização definiram sua missão de vida, combater o terrorismo em busca da paz. Christopher então se tornou o Pacificador, o anti-herói que ama tanto a paz que está disposto a tudo, até matar.

    O seu traje assim como na versão original tem um capacete bastante chamativo, nessa versão ele usa para afastar os fantasmas das pessoas que ele mata e o assombram, e o seu símbolo é uma pomba branca que representa a paz.

    DC Comics & March 2021 Solicitations Spoilers: Peacemaker Headlines New Ongoing The Suicide Squad Series Vs Or Allied With Batman's Court Of Owls Post DC Future State?! | Inside Pulse

    Arte de Suicide Squad #1 (2021).

    Posteriormente, o personagem acaba falecendo pelas mãos do vilão Eclipso em uma missão do grupo Checkmate, e retornou apenas anos depois em um quadrinho do Besouro Azul de Jaime Reyes. Ele foi pouco utilizado ao longo dos anos, e voltou a receber destaque apenas em 2021 com a nova série de quadrinhos do Esquadrão Suicida, onde o Pacificador se tornou o líder da equipe de Amanda Waller.

    Com forte presença nas HQ’s, cinema e streaming (estrelado pelo carismático John Cena), o Pacificador tem tudo para se tornar um dos principais personagens da DC nos próximos anos!

    “O Esquadrão Suicida” está em exibição nos cinemas. Confira mais textos sobre os personagens do Esquadrão -neste link-.

    Danilo Leite
    Danilo Leitehttps://terraverso.com.br
    Sou pernambucano e atualmente curso Design na UFPE. Sou apenas mais um fã da DC Comics, ou... a casa que o Batman construiu.

    Deixe seu comentário

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Você pode gostar

    Siga-nos

    24,169FãsCurtir
    15,600SeguidoresSeguir
    19,414SeguidoresSeguir

    Últimas Postagens