O ator Ray Fisher comentou recentemente sobre as investigações da Warner Bros. envolvendo o comportamento abusivo de Joss Whedon e Geoff nos set de filmagens de ‘Liga da Justiça’. Confira o que disse o ator:

‘Até o momento, a empresa “independente” contratada pela Warner Bros. evitou de forma conveniente entrar em contato com testemunhas importantes que deram declarações contundentes ao RH do Warner. Eles também iniciaram as entrevistas com (e desde então fantasiaram) testemunhas que envolveram ex e atuais executivos de alto escalão. Outros (incluindo um indivíduo metido que me ligou para se desculpar) já foram entrevistados. Não vamos deixar NENHUM investigador escolher os entrevistados que melhor se adequam a falsa narrativa da @wbpictures e como bode expiatório. Todos com histórias SERÃO ouvidos!” disse Fisher em publicação nas redes sociais.

O ator já havia comentado anteriormente que Johns durante as refilmagens de Liga da Justiça, chamou Ray ao seu escritório para menosprezar e repreender as tentativas do ator de levar queixas sobre a postura dele as autoridades de comando da Warner.

Após anos de protestos nas mídias sociais, a Warner Bros anunciou oficialmente que o corte da “Liga da Justiça” do diretor Zack Snyder, será lançado pela HBO Max. Fisher teve diversas cenas como Cyborg/Victor Stone cortadas da versão que chegou aos cinemas, e isso se confirmou com os diversos compartilhamentos de Snyder, em suas redes sociais, que mostraram muito dessas cenas deletadas.

Lembrando que atualmente Fisher está em conversações/negociações para reprisar o Cyborg no filme solo do Flash, dirigido por Andy Muschietti.

Sobre Willyan

Willyan Bertotto

Publicitário. Diretor de Arte, Designer e Batmaníaco. Fã incondicional da DC Comics e pesquisador assíduo desse universo e todas as suas possibilidades de transformação.

Últimas notícias