Superman e Lois: os novos desafios da família Kent

    Superman e Lois retornou no dia 11 de janeiro com mais uma leva de episódios, mas entre atrasos e hiatos apenas no último dia 28 junho chegou a sua conclusão no canal The CW. No Brasil, o encerramento foi disponibilizado em 1 julho através do serviço de streaming HBO Max.

    E não foi só apenas o seu cronograma de episódios de lançamento que teve grandes problemas, mas também a família Kent com novos inimigos do Homem de Aço e mais problemas no seu circulo familiar.

    Neste segundo ano da série, mais um núcleo é apresentado com a chegada de Natalie Irons (Tayler Buck) e a sua relação conflituosa com uma realidade na qual sua mãe Lois (Elizabeth Tulloch) tem uma história de vida completamente diferente e a desconfiança do Superman. Além deste novo elemento, temos a continuação da jornada familiar que vimos na primeira temporada do seriado, com Jason e John tentando viver uma vida adolescente enquanto Clark ainda precisa salvar o mundo como Superman e concomitantemente lidar com as questões de ser um pai atencioso.

    A série assim como em seu primeiro ano aborda temas delicados como uso de drogas no arco de Jonathan (Jordan Elsass) pelo seu anseio em sentir-se relevante em uma família tão incomum como a sua, mas também circula sobre outros temas como a ambivalência adolescente do casal Sarah (Inde Navarrette) e Jordan (Alex Garfin), que passam por uma crise devido a ambos esconderem segredos um do outro. Lois também lida com suas questões neste novo ano com o retorno de Lucy (Jena Dewan) e sua relação conflituosa ao mesmo tempo que tenta manter a sua família unida enquanto problemas maiores acontecem para o Superman.

    Na jornada heroica desta temporada, temos a chegada do vilão Bizarro também interpretado por Tyler Hoechlin em uma busca de salvar o seu mundo do mal causado por Ally Allston, a grande vilã desta história, uma líder de um culto que promete as pessoas a solução de seus anseios. Ela é uma fusão de suas versões do mundo de Superman e aqui também temos uma trama interessante que conversa com o núcleo familiar do seriado.

    Assim conhecemos a adaptação do mundo bizarro dos quadrinhos, ao qual diferente da nossa versão redonda da Terra ela é quadrada, assim como outros detalhes que mostram uma versão invertida dos eventos do mundo comum, como o Superman ser uma celebridade com sua família enquanto neste mundo eles escondem as suas identidades ou a inversão dos papeis dos irmãos Kent sendo Jonathan a ter poderes kryptonianos no lugar de Jordan.

    Bizarro em Superman e Lois
    Bizarro na segunda temporada de Superman e Lois.

    Ao longo dos episódios o que a série nos mostra que seu tema principal nesta temporada é sobre esta sensação de completude que os personagens buscam, como na relação da família Kent e os Cushing que também passam pelos seus problemas diante do divórcio de Lana e Kyle. Neste ponto a série mostra como estas relações incompletas se tornam frágeis, os segredos quebram ciclos de confiança que são tão importantes para ambas levando os Kent a terem que tomar uma decisão importante tanto para a família como para a própria figura do Superman, que estende essa rede de confiança e apoio além da família Irons e Sam Lane, que sabem de sua identidade.

    Em relação aos desenvolvimentos individuais Jordan é o destaque desta temporada tendo momentos mais sensíveis como seu término com Sarah e sua ascensão como um herói anônimo quando a cidade mais necessitou. Assim tendo um paralelo entre a sua jornada com a de seu próprio pai tanto como um futuro herói como pessoa, mas buscando ter as suas próprias decisões aos dilemas da sua vida.

    A família Kent tem novos desafios em Superman e Lois.

    Superman e Lois tem na sua segunda temporada o ponto forte de ter um roteiro que trabalha diversos núcleos sem deixar de ser um seriado sobre um herói, trabalhando com os valores que a figura do Homem de Aço inspira como a esperança diante dos momentos mais difíceis a exemplo no momento que Ally se funde com sua versão bizarra se tornando um parasita, uma referência a um inimigo do Superman que é capaz de absorver os seus poderes, que tenta fundir ambos os mundos causando a destruição da Terra.

    As cenas de ação são um segundo momento interessante do seriado que entende as suas limitações orçamentárias para grandes efeitos, mas mesmo assim entrega um trabalho satisfatório para o que se espera de um seriado com o tema de super herói, destacando que em todos os episódios sempre há uma cena de ação envolvendo seja Superman, Aço ou até mesmo os vilões além da própria adaptação do mundo bizarro.

    A conclusão da temporada fortalece todos os núcleos narrativos propostos, como os laços afetivos da família Kent, os Irons e até entre o Cushing que se adaptam a uma nova dinâmica familiar e prepara novas surpresas para o futuro como a relação de outra versão de John Irons com a intergangue tornando o próximo ano do seriado ainda mais promissor.

    Ricardo dos Santos
    Ricardo dos Santoshttps://terraverso.com.br
    Fã de quadrinhos, séries, filmes e games. Apaixonado por DC de Grant Morrison a Alan Moore. Mais um privilegiado de estar na amada Terraverso.

    Deixe seu comentário

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Você pode gostar

    Siga-nos

    24,169FãsCurtir
    15,600SeguidoresSeguir
    19,372SeguidoresSeguir

    Últimas Postagens