Stargirl | Primeiras impressões da segunda temporada

    Courtney Whitmore e a juvenil Sociedade da Justiça dão início ao seu segundo ano com uma atmosfera mais obscura e lidando com as consequências e traumas da temporada passada. Tudo isso enquanto vemos o despertar do aterrorizante vilão “Eclipso” e os primeiros passos da criação de uma nova Sociedade da Injustiça, comandada por Cindy Burman, uma possível aliada. 

    Os minutos iniciais do primeiro episódio, intitulado “Summer School: Chapter One”, já começam construindo a ameaça que representa Eclipso, em uma sequência que se destoa do habitual da série, com uma fotografia voltada para cores frias e usando de elementos de horror para criar uma sensação de desconforto e medo, mostrando uma das vítimas do terrível vilão. 

    Nas HQ’s, Eclipso é a encarnação da Ira de Deus e do Anjo da Vingança, sendo capaz de possuir indivíduos que entram em contato com fragmentos de seu diamante negro, se alimentando dos pecados da humanidade, sendo a personificação absoluta das sombras e da corrupção. A presença do vilão nessa temporada, deve apresentar conflitos mais íntimos, com os protagonistas sendo obrigados a enfrentar os seus próprios demônios, algo que já está sendo plantado aos poucos. 

    Apesar da grande vitória, muitas pontas soltas foram deixadas em aberto após a derrota da antiga Sociedade da Injustiça, muito disso pelo forte protagonismo da Courtney no primeiro ano, que não permitiu um aprofundamento no arco dos coadjuvantes. E, pelo primeiro episódio, percebesse um cuidado maior dos roteiristas nesse aspecto. Cada um dos membros da SJA tem seu momento de destaque e podemos ver que as coisas estão longe de estarem bem. 

    Yolanda Montez (Yvette Monreal) está sendo assombrada pela culpa de ter matado Brainwave durante o confronto final e busca refúgio em sua religião. Beth Chapel (Anjelika Washington) vê de longe fim de sua família perfeita, enquanto se sente abandonada por todos a sua volta. E por fim, Rick Tyler (Cameron Gellman) se mostra frustrado com a sua vida como super-herói e começa a ter um tipo de “amizade” com Solomon Grundy, o gigantesco zumbi responsável pela morte de seus pais.  

    Enquanto isso, Courtney se mostra resiliente em dar um tempo de sua vida como heroína e começa a caçar os perigos em todos os lugares, o que acaba causando atritos entre ela e os seus pais. Algo que se intensifica após a mesma descobrir que precisará fazer aulas de verão para compensar as notas baixas que recebeu durante o ano, e isso acaba estragando a road trip familiar. 

    Ao final do episódio, algumas surpresas e dúvidas são apresentadas. Temos um pequeno vislumbre de Sylvester Pemberton, o antigo Starman, a procura de Pat Dugan (Luke Wilson), a apresentação de Jade (Ysa Penarejo), filha do Lanterna Verde Alan Scott, que se apossa da antiga lanterna e anel de seu pai, e vemos também Cindy Burman (Meg DeLacy) voltando a cidade com planos de recrutar novos membros para a sua Sociedade da Injustiça, que incluem Cameron Mahkent, o filho do Geada, Artemis Crock, filha da Tigresa e do Mestre dos Esportes e, para a grande supressa dos fãs, Mike Dugan, o meio irmão de Court. Além de estar na posse do Diamante Negro. 

    O episódio serviu para dar o novo clima da temporada, que deve ter arcos com mais espaços e intimistas, dando foco para um número maior de personagens. A mudança da série para a The CW não causou nenhum prejuízo aparente na qualidade visual, mas é notável que as cenas de ação não estão tão presentes quanto no ano anterior, o que pode acabar sendo benéfico no fim das contas, precisando a produção ter um cuidado ainda maior com os diálogos e as interações entre os personagens. 

    No geral, foi um ótimo começo de temporada, que ainda irá apresentar uma gama de novos personagens, incluindo o vilão Sombra e o jovem herói Jakeem Thunder, o novo portador da caneta com o Thunderbolt. 

    Marcos Vinícius
    Marcos Vinícius
    Olá! Meu nome é Marcos e tenho um grande amor pelo jornalismo. Possuo um podcast, o Sabor de Ambrosia, e sou um grande fã da DC desde que me entendo por gente. Escrevo de tudo um pouco e, espero que gostem do que tenho pra falar.

    Deixe seu comentário

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Você pode gostar

    Siga-nos

    24,169FãsCurtir
    15,600SeguidoresSeguir
    19,417SeguidoresSeguir

    Últimas Postagens