A edição ‘Rorschach #1′ de Tom King e Jorge Fórnes, lançada recentemente nos EUA, confirma que é basicamente uma história de sequência da série da HBO, ‘Watchmen’!

Aviso: Alerta de SPOILERS para Rorschach #1 abaixo!

A edição começa com um comício político que se transforma em um assassinato frustrado por dois criminosos fantasiados – um deles em uma roupa de Rorschach. O policial e o agente do FBI designados para o caso passam a maior parte do tempo investigando quem está tentando matar um candidato presidencial, sem provocar controvérsias na mídia. Ao longo do caminho dessa investigação, Tom King costura onde esta série se encaixa no universo de Watchmen.

Quando os homens da lei chegam ao escritório do perito para dar uma olhada nas fantasias que os supostos assassinos usavam, temos essa conversa interessante, sobre a iconografia do traje de Rorschach:

“E as máscaras?”

“Comprado na loja. Só coisas de Halloween. Feito na China, como tudo o resto. Estamos tentando rastrear onde elas foram compradas. Provavelmente pagaram em dinheiro, mas talvez haja câmeras. Você pode ter sorte. Mas há um milhão dessas coisas. É uma fantasia bem popular. Mesmo depois de Oklahoma.”

A menção de “Oklahoma” é um grande sinal para os fãs que assistiram Watchmen, da HBO. Essa série foi ambientada em Tulsa, Oklahoma e mostrava uma policial local/vigilante chamada Sister Night (Regina King), que fica presa entre proteger seu amante, o Doutor Manhattan (escondendo-se em forma humana), e parar um grupo nacionalista que usa a máscara do Rorschach como seu uniforme. Assim, com esta menção nos quadrinhos, Tom King efetivamente faz dos eventos da série da HBO parte oficial do cânone da DC Comics, e define a série de quadrinhos Rorschach como uma sequência tanto para o quadrinho original, quanto para a série de TV.

A edição não possui previsão de lançamento no Brasil.

Sobre Willyan

Willyan Bertotto

Publicitário. Diretor de Arte, Designer e Batmaníaco. Fã incondicional da DC Comics e pesquisador assíduo desse universo e todas as suas possibilidades de transformação.

Últimas notícias