Um artefato curioso apareceu no Twitter e mexeu com os fãs: um cheque, uma ordem de pagamento. Bom, aqui não falamos de economia, mas esse cheque foi muito relevante no mundo dos quadrinhos.

Segundo as imagens, que você pode ver aqui abaixo, esse cheque foi endossado por ninguém menos que Jerry Siegel e Joe Shuster.

Datado de 1 de março de 1939, o cheque era o resultado da venda dos direitos exclusivos de publicação de um personagem novo, chamado Superman. A revista dona do cheque, a recém lançada Detective Comics, pechinchou: pagou 130 dólares (algo em torno de 500 reais, sem atualização monetária e dividido pelos dois criadores). Valor bem módico, não é mesmo?

Veja abaixo o scan do cheque e o documento (difícil de ler) assinados pelos dois:

O cheque era de um valor maior por causa de outros trabalhos feitos a revista. Já a declaração, em resumo, era pra confirmar o uso dos direitos de criação e uso de histórias relativas ao personagem.

Com o passar dos anos, a família de Siegel travou uma briga na justiça americana pra igualar os valores recebidos. De qualquer maneira, é um documento histórico que conta um pouco da origem de personagens que mudaram nossa vida de algum jeito.

Sobre Will

Will Rodrigues

Estivador, Escritor, Gênero: Terror, Futuro Cavalheiro de Windsor, Morador de Mordor, Batfã, Notívago. Escrevo aqui e para a humanidade por hobby. Fora os poemas pra alguém especial. "Não leve a vida tão a sério. Você não vai sair vivo dela."

Últimas notícias