Uma analise das vendas de quadrinhos no mercado norte americano revelou a lista dos 10 títulos mais vendidos em 2017, sendo 7 publicados pela DC Comics. Essa informação mostra o quanto a DC se recuperou, há apenas quatro anos, a lista era formada por apenas um título DC Comics, com nove títulos vindos Marvel. Em comparação, a Marvel leva apenas três lugares este ano.

Confira a lista com as estimativas de vendas disponibilizadas pelo site ComicChron, são os 10 melhores quadrinhos de janeiro a novembro de 2017 (a data de vendas de dezembro não será divulgada até meados de janeiro de 2018):

Marvel Legacy No. 1 (303,574) (Marvel) Setembro
Dark Nights: Metal No. 1 (271,108) (DC) Agosto
Doomsday Clock No. 1 (238,643) (DC) Novembro
Peter Parker, The Spectacular Spider-Man No 1 (231,566) (Marvel) Junho
Batman No. 21 (219,472) (DC) Abril
Batman No. 22 (186,914) (DC) Maio
The Flash No. 21 (174,803) (DC) Abril
The Flash No. 22 (163,767) (DC) Maio
Dark Nights: Metal No. 2 (162,823) (DC) Setembro
Secret Empire No. 0 (162,718) (Marvel) Abril

Porém, essa lista não pode ser considerada como um resultado unanime. Os números fornecidos não são vendas para o consumidor final, o leitor, e sim o número de edições encomendadas por lojas de quadrinhos e apenas para América do Norte. Isso significa que os dados podem ser – e são – alterados por uma série de fatores, entre eles, os pedidos de incentivos são implementados por editores que exigem que um certo número de cópias para que as lojas alcancem um desconto específico, como é o caso do primeiro titulo da lista de mais vendida do ano, Marvel Legacy No. 1, e Peter Parker, The Spectacular Spider- Homem, que fazia parte de um Box Marvel Collector Corps.

Mas deixando a rivalidade de lado, tem algo muito preocupante nessa lista, nem uma da 10 edições mais vendidas de 2015 tem números de ordem inferiores a 250.000, enquanto o terceiro título mais bem sucedido de 2017 já está abaixo desse número, a informação é do The Hollywood Reporter. Mesmo que tenha sido um bom ano para a DC Comics, os números abaixo dos anos anteriores são preocupantes.

Sobre Rebeca

Rebeca Vilas Boas

Uma deusa, uma louca, uma feiticeira.

Últimas notícias