Setembro de 2010, chegava às bancas pela ultima vez uma edição encadernada de luxo de um clássico: Camelot 3000.

Com uma arte espetacular de Brian Bolland, e uma história que quebrava uma série de tabus e que até hoje possui sua jovialidade, Camelot 3000 conta a trama do Rei Artur e seus cavaleiros que são revividos no ano 3000, quando a Inglaterra corre perigo de uma invasão alienígena.

Entretanto, a Panini, detentora dos direitos de publicação do material aqui no Brasil, trouxe um álbum de luxo compilando todas as 12 edições, numa época em que os gibis não apareciam em livrarias e megastores, e que diversas outras iniciativas, como a biblioteca histórica da Mulher-Maravilha e dos Jovens Titãs não deram sequência. Isso pode ter minado as esperanças de uma nova edição em terras tupiniquins, uma vez que o material deve ter encalhado na banca devido a tais fatores e ao alto preço (R$82,00) também .

Com o intuito de pressionar a editora a fazer uma nova tiragem, Alex Jim Paul Bill Ross, também conhecido como chato da Terra X, começou uma campanha exaustiva nas redes sociais pedindo a volta de Camelot 3000, uma vez em que foi bem sucedido.

Para saber mais sobre a campanha visite a página no Facebook Campanha por Camelot 3000.

Camelot 3000 foi publicado originalmente no Brasil em uma mini-série com 4 edições, pela Abril, de setembro a dezembro de 1988, e encadernado pela primeira vez em 2005 pela editora Mythos.

Sobre Marcelo

Avatar

Empresário, amante da DC Comics.

Últimas notícias