Os leitores das HQ’s do Esquadrão Suicida não tinham muitas respostas sobre o passado de Ninho, porém, a edição Esquadrão Suicida #8 revelou algumas informações sobre sua história.

Ninho é uma criação de Tom Taylor e Bruno Redondo, e a edição Esquadrão Suicida #8 fornece alguns detalhes sobre sua origem. Ninho (em inglês “The Aerie”) explica como a descoberta de uma enorme reserva de petróleo impactou sua vida e colocou sua terra natal, a ilha Badhnisia, no mapa global. Na edição, é explicado que apesar do petróleo ter um grande valor econômico, Badhnisia era “cercada por um mar que sobe” e se eles começassem a perfurar esse petróleo, a ilha seria destruída.

Ninho explica que 5 anos atrás ele e sua mãe foram vítimas de um sequestro. Sua mãe era a presidenta de Badhnisia e o sequestro só seria encerrado se ela concordasse com as negociações comerciais sobre o petróleo. Ela recusou as exigências do sequestrador “e escolheu seu país em vez da família”. Ninho, por sua vez, fala que nunca culpou a decisão de sua mãe, pois em sua mente, uma decisão diferente “teria sido uma traição a tudo o que ela ensinou.”

Sem Ninho como moeda de troca, seus sequestradores acabaram vendendo a criança para o grupo “Post-Human Project”, uma organização que realizava experimentos, na tentativa de criar seres humanos superpoderosos. Por ser vítima desses experimentos, Ninho acabou ganhando suas asas.

Ninho é reconhecide por ser não-binárie, ou seja, não se identifica com o gênero masculino nem o feminino e desenvolve um relacionamento amoroso com Wink, que por sua vez, é capaz de se teletransportar para qualquer lugar no seu campo de visão.

Via: [CBR].

Sobre Lucas

Avatar

Sou publicitário formado pela UFSM, mestre e doutorando em comunicação pela UFSM também. Fora isso, apenas alguém apaixonado pelo mundo nerd.

Últimas notícias