Com um desastroso passado e um futuro sombrio, Pandora, uma mulher misteriosa presente desde os tempos sombrios foi amaldiçoada por toda a eternidade, e agora, busca reparar um erro que influencia o Multiverso DC inteiro.

Na antiga Macedônia, uma jovem curiosa, que veio a ser conhecida como Pandora, acaba sendo responsável por abrir a porta para os demônios dos Sete Pecados Capitais quando buscava ajuda para seu filho adoecido. Procurando ervas para cozinhar remédios, Pandora ignora avisos e desvia seu caminho, explorando o lado desconhecido da floresta que envolve seu vilarejo. Quando se depara com um crânio, a jovem não consegue se deter, e assim, abrindo a porta para os pecados capitais tomarem o mundo novamente. O misterioso crânio era nada menos que a mitológica Caixa de Pandora.

Com os sete pecados capitais livres no mundo novamente, Pandora é responsabilizada pelos desastres que procedem, e após presenciar a morte de toda seu vilarejo e família, Pandora é castigada pelo conselho de magos comandado pelo Mago Shazam, e fadada a andar por toda eternidade vivenciando toda a dor que causou contra a humanidade, além de cicatrizes em seu rosto que queimam para sempre sem momentos de alívio.

Desde então, Pandora viaja pelo mundo buscando maneiras de reverter os efeitos dos sete pecados capitais, servir de conselheira, ou apenas enterrar os mortos, constantemente sendo ameaçada pelos pecados, matando mais pessoas que ela pudesse salvar.

Decidida a reparar suas ações, Pandora resulta a magia. Aprendendo inúmeras formas de praticar magia e artes marciais, ela segue constantemente tentando se aprimorar para ajudar a combater o mal que espalhou pelo mundo.

Infelizmente sua participação no universo DC foi contida, sofrendo um reboot nas mãos de Geoff Johns e Andy Kubert em 2011 como parte do Flashpoint, Pandora foi colocada aqui e ali em edições especiais como uma lembrança do que havia de errado com as mudanças criadas por Barry e a linha do tempo, sua morte chegou sem nenhuma surpresa no fim dos Novos 52, colocando a personagem na geladeira junto com grande parte do que foi criado para o recomeço antes do Renascimento.

Sua breve participação na Liga da Justiça Sombria aconteceu devido sua conexão antiga com dois outros integrantes do grupo, o Questão e o Vingador Fantasma. Juntos, o trio era conhecido como “A Trindade do Pecado” – sendo Pandora e Vingador punidos pelo mesmo conselho. Ganhando seu próprio título em uma minissérie, a Trindade do Pecado lutou ao lado de Constantine e da Liga da Justiça Sombria em busca de respostas sobre o passado de Pandora, que nunca foi revelado. Em sua conclusão, Pandora é inocentada, quando antes de ser desintegrada por Dr. Manhattan, é revelado que tudo foi orquestrado pelo mesmo, deixando a heroína como culpada.

Não se sabe se um dia veremos o retorno de Pandora, sua participação final deixou um gosto amargo na boca de quem acompanhava a Trindade do Pecado e sua incansável busca por reparação e justiça, mas apesar de morta pelas mãos de um dos personagens mais poderosos universo, no fim, alguém realmente permanece morto por muito tempo no Universo DC?

Sobre Juan

Juan Almeida

"Lembrai, lembrai, o cinco de novembro. A pólvora, a traição e o ardil; por isso não vejo porque esquecer; uma traição de pólvora tão vil" - “V for Vendetta”

Últimas notícias