A edição “Death Metal: Rise Of The New God” lançada recentemente nos EUA, indica que grandes novidades podem estar chegando para os quadrinhos da DC em março de 2021, após a iniciativa de dois meses Future State. Death Metal apresentou dois epílogos; um provocando sobre o evento de janeiro/fevereiro e outro para… o que vem a seguir.

Death Metal e Future State estão sendo desenvolvidos a favor de um modelo de Omniverse. Nele, personagens e histórias em quadrinhos não estão mais ligados a uma continuidade estrita, mas atuam de forma autônoma, mais rápida e mais soltas como história.

Essa ideia esteve nos planos do ex-editor da DC, Dan DiDio, para uma nova linha do tempo na editora que havia começado a ser criada no início deste ano. Entretanto, depois que o editor Dan DiDio saiu, os planos foram engavetados, e só agora, seus conceitos começam a ser apresentados com outros profissionais a frente.

Conforme o Bleending Cool, a DC atualmente está trabalhando na montagem de um novo evento para o nascimento desta nova realidade, a ser publicada em março ou abril. Esta nova abordagem tem a proposta de contar histórias sem restrições. Isso é; qualquer personagem, qualquer criador, qualquer linha do tempo, qualquer realidade, qualquer coisa vale. Liberdade para os criadores pegarem uma história, usarem a continuidade que considerarem adequada e contarem essa história da melhor forma possível.

Para alguns, a continuidade é um aspecto importante das histórias em quadrinhos de super-heróis, uma história única e ampliada, com muitos livros tendo a pergunta feita a eles, “isso conta”. Metade das perguntas feitas aos fãs sobre O Relógio do Juízo Final e Os Três Coringas, títulos criados como continuidade da fase DC Renascimento, eram sobre se eles eram canônicos, se eles contavam, se eles importavam, a resposta era “não desde que Geoff Johns deixou a DC Comics como CCO”.

Lembrando que histórias no formato Elseworlds são bem vindas na Warner, isso pode fazer de cada história em quadrinhos da DC um título Elseworld. O filme ‘Coringa’, sucesso dos cinemas, não possui conexão com nenhuma outra narrativa ou linha do tempo. É uma história fechada, definitiva.

Mais informações podem chegar em breve. Fiquem ligados no Terraverso!

Sobre Willyan

Willyan Bertotto

Publicitário. Diretor de Arte, Designer e Batmaníaco. Fã incondicional da DC Comics e pesquisador assíduo desse universo e todas as suas possibilidades de transformação.

Últimas notícias