A indústria cinematográfica foi abalada pelo novo coronavírus e muitos projetos foram sucateados, mas outros ainda estão tentando continuar da melhor forma possível. Um filme com uma nova visão sobre o absurdo e corajoso mundo pós-apocalíptico de ‘Tank Girl’, protagonizado por Margot Robbie, foi adiado indefinidamente.

A produção será dirigida por Miles Joris-Peyrafitte da Dreamland e produzida pela empresa de Robbie, LuckyChap Entertainment. Tanto Robbie quanto Joris-Peyrafitte foram entrevistados no podcast ‘Happy Sad Confused’, onde discutiram o futuro do filme. Robbie disse a Josh Horowitz, apresentador do podcast, que ela tem sido uma grande fã dos quadrinhos da Tank Girl.

“Eles são tão… doentes! É incrível.” disse Robbie.

Joris-Peyrafitte entrou na conversa, descrevendo o universo de Tank Girl como “livre e anarquista […], desde a arte, passando pelos personagens, passando pela política, até a natureza fragmentada das histórias.”

O público foi apresentado ao deserto punk-rock de Tank Girl nos quadrinhos em 1982, criado por Jamie Hewlett e Alan Martin. A história foi então transformada em um filme no ano de 1995, dirigido por Rachel Talalay e estrelado por Lori Petty, que mostrava a protagonista em um deserto pós-apocalíptico em missão para derrubar uma corporação malvada que acumulava recursos.

Questionado se o mais novo filme de Tank Girl ainda estava no caminho para sair do papel, Joris-Peyrafitte explicou que ele e Robbie têm discutido isso por um tempo, mas com a condição atual difícil que vem vivendo a indústria cinematográfica em geral, muitos elementos do projeto foram colocados em espera.

Questionado sobre como eles têm se ajustado profissionalmente às precauções extras em vigor devido à pandemia, Robbie disse que, sobre os negócios, sua produtora tem sido “incrivelmente ocupada e muito produtiva” mas como atriz “tudo foi colocado em espera”. No entanto, Joris-Peyrafitte continua esperançoso para o futuro do filme dizendo: “seria muito emocionante iniciar agora”.

A história de ‘Tank Girl’ já teve publicações pelo selo Vertigo da DC Comics durante os anos 90. A trama também já foi publicada pelos selos Dark House, IDW Publishing, Image Comics, Titan Comics entre outros.

Via: [CBR]

Sobre Willyan

Willyan Bertotto

Publicitário. Diretor de Arte, Designer e Batmaníaco. Fã incondicional da DC Comics e pesquisador assíduo desse universo e todas as suas possibilidades de transformação.

Últimas notícias