Nanaue, mais conhecido como o Tubarão-Rei, surgiu pela primeira vez como um antagonista do Superboy na revista mensal do herói, em 1994. Inicialmente, os roteiristas não estabeleceram se o personagem havia sofrido alguma mutação ou se era alguma espécie de ser místico, porém, mais tarde, descobrimos que sua origem está diretamente ligada ao Tubarão-Deus, lendária criatura mística havaiana, e pai de Nanaue.

Ao ficar sabendo da existência de uma criatura tão poderosa vivendo numa ilha aos arredores do Havaí, Amanda Waller, a líder do Esquadrão Suicida, ordenou a captura do ser para que ele fosse usado como arma por ela posteriormente. Apesar da captura ter sido um sucesso, Waller presenciou o nível de poder do Tubarão-Deus e concluiu que ele não poderia ser controlado, então decidiu apenas o manter aprisionado.

Na mesma ilha onde o ser místico foi encontrado, haviam dezenas de seus filhos ainda em fase de formação, e, cega por cobiça, Amanda Waller trás consigo um dos pequenos tubarões para Belle Reeve para que ele fosse treinado, e com o passar dos anos, fosse controlado com o propósito de trabalhar cumprindo suas ordens.

Por possuir uma origem tão turbulenta e nunca ter tido de fato uma família, o Tubarão-Rei é bastante carente e possui sérios problemas de comunicação e autoestima, fazendo uso da violência na maioria das situações em que se encontra.

Depois de estrear nas páginas de “Superboy”, o vilão passou a integrar a longa lista de vilões do universo DC que vez ou outra aparecem em revistas de heróis ou equipes de peso, o que o tornou um ótimo candidato a integrar o Esquadrão Suicida e o Sexteto Secreto por um tempo.

Mas foi no universo iniciado após o reboot d’Os Novos 52 que Nanaue começou a ganhar mais popularidade, principalmente por sua maior participação na Força Tarefa X, agora reformulada, contando com vilões como Arlequina, Pistoleiro, Capitão Bumerangue e El Diablo. Mesmo não falando muito, o Tubarão Rei tem ótimos momentos envolvendo uma combinação bizarra de humor e violência extrema nas histórias da equipe.

Além de suas participações no Esquadrão, outra revista que chega a dar certo destaque ao personagem é a do Aquaman, onde na maioria das vezes ele assume um papel de anti-herói, mas que recentemente assumiu o posto de chefe do crime de Atlântida, na ausência de Arthur como Rei.

Graças ao seu carisma e belo sorriso (que ocasionalmente está cheio de sangue), o Tubarão-Rei já ganhou diversas adaptações fora dos quadrinhos. Uma das mais recentes foi na série animada da Arlequina, em que ele aparece em praticamente todos os episódios, sendo o fofo e mortífero que já conhecemos e amamos. Essa parece ser a versão que mais se aproxima do que veremos em O Esquadrão Suicida, de James Gunn, pelo menos fisicamente.

Outra adaptação que merece destaque é a da série de TV The Flash, em que vemos uma versão mais “realista” do vilão sendo feita de maneira impressionante e assustadora por computação gráfica, e que em certo momento na trama, acaba em um duelo de titãs com o Gorila Grodd!

Já nos filmes animados, Nanaue aparece em vários, mas os que valem destacar são Batman – Assalto ao Arkham – que se passa no sombrio universo da franquia de Jogos Arkham, da Rocksteady, e por isso temos uma das versões mais diferentes do personagem até então- e Liga da Justiça Sombria – Guerra de Apokolips- que é onde descobrimos que o vilão, em algum momento, já teve um relacionamento com John Constantine, o que levou os fãs a loucura, com direito a diversas piadas e fanarts.

Ainda vale ressaltar que além de aparecer em 2021 no novo filme do Esquadrão Suícida, o personagem será jogável no game da equipe que será lançado em 2022, pela Rocksteady. Então, daqui pra frente, tem Tubarão-Rei para todo mundo!

‘O Esquadrão Suicida’ estreia nos cinemas no dia 5 de agosto!

Sobre João

Designer e ilustrador (DC me contrata por favor!), fanboy do Batman e da Mulher-Maravilha mas meio atrasado que nem Barry Allen. Acredito no poder transformador da cultura pop e espero conseguirmos fazer a diferença por aqui!

Últimas notícias