Provavelmente ao lado de Darth Vader, o Coringa é um dos maiores vilões da cultura pop. Completando 80 anos em 2020, o Príncipe Palhaço do Crime extrapolou sua mídia original e hoje pode ser visto no cinema, na TV, nos games, nos desenhos animados em diversas interpretações, onde cada uma delas traz elementos diferenciados do vilão.

Primeira aparição do Coringa em Batman #1

Quando surgiu pela primeira vez em Batman #1, publicada em abril de 1940, o Coringa foi apresentado como um gênio do crime e um psicopata cruel. Nos anos posteriores, principalmente entre as décadas de 1950 e 1960, em virtude da censura nos quadrinhos, o vilão virou um ladrão abobalhado. Apenas na década de 70, o personagem retornaria à suas características doentias.

Criado pelas mãos de Bob Kane, Billl Finger e James Robinson, o Coringa seguiu chamando atenção quando aparece representado. Para celebrar oito décadas do personagem, vamos passear por algumas de suas adaptações mais marcantes.

Batman e Robin (1966-1968)

Na icônica série de TV do Batman, o Coringa foi interpretado por Cesar Romero, uma das estrelas de Hollywood na década de 1940. Sua interpretação do personagem marcou época e influenciou a imagem do personagem nos anos posteriores. Uma das curiosidades dessa marcante interpretação foi o fato de Cesar Romero não ter raspado o bigode para viver o personagem.

Batman (1989)

Anos depois do Coringa “galhofa” da série de TV, surgiu uma nova interpretação do vilão, dessa vez nas telas do cinema. Em Batman, filme dirigido por Tim Burton, Jack Nicholson deu vida ao Coringa. Mesmo que hoje o filme não seja muito bem aceito pelos fãs do Morcegão, a interpretação de Nicholson continua sendo bastante elogiada.

Batman: A Série Animada (1992-1995)

Após o sucesso do filme de Tim Burton, o Batman ganhou uma elogiadíssima série animada para a televisão. Nos Estados Unidos, o Coringa foi dublado pelo ator Mark Hamill, o eterno Luke Skywalher da saga Star Wars. Com uma voz esganiçada e uma gargalhada assustadora, Hamill imprimiu personalidade ao Coringa e dublou o personagem em filmes animados e em jogos de vídeo game (trilogia Batman: Arkham) nos anos posteriores. Ainda hoje, a interpretação de Hamill é considerada uma das melhores (se não a melhor) adaptação do Coringa fora dos quadrinhos.

Batman: O Cavaleiro das Trevas (2008)

Bem, aqui não há muito o que falar do que já foi dito desde o lançamento do segundo filme da trilogia comandada por Christopher Nolan. Em 2008, Heath Ledger conquistou o mundo com sua performance arrebatadora do Coringa. Infelizmente, o ator não viveu para ver a repercussão do seu trabalho. Dando vida ao vilão do Batman de uma forma única e assustadora, o ator foi indicado a vários prêmios ganhando até um Oscar póstumo de Melhor Ator Coadjuvante. A forma como Ledger se entregou ao personagem pode ser visto no trabalho marcante e em uma das melhores (se não a melhor para alguns) adaptações do Coringa fora dos quadrinhos.

Gotham (2014-2019)

Ok, uma série do Batman sem o Batman, mas contando a origem de quase todos os seus vilões não deixaria de fora um personagem como o Coringa, por mais que o Coringa não pudesse aparecer na série. Por motivos de estúdios e adaptações, o personagem não poderia aparecer na TV, pois estava sendo usado no cinema (Jared Leto, daqui a pouco falamos sobre ele), porém os criadores da série arrumaram um jeito de fazer referências ao personagem. O cargo de dar vida a uma versão (ou versões) inspiradora do vilão ficou sob a responsabilidade de Cameron Monaghan, que durante as cinco temporadas da série, roubou as cenas com sua interpretação do… é… Coringa! Estava tudo lá: o trejeito, a psicopatia, a gargalhada. Monaghan acabou interpretando dois personagens, os irmãos gêmeos Jerome e Jeremiah Valeska, que juntos deram origem a versão do vilão na série.

Esquadrão Suicida (2016)

Depois de Jack Nicholson e Heath Ledger, o Coringa caiu nas mãos de mais um grande nome de Hollywood: Jared Leto. O ator vencedor do Oscar de Melhor ator Coadjuvante em 2014 teria agora a oportunidade para dar a sua interpretação para o arqui-inimigo do Batman. O que poderia dar errado? A começar pelo visual do personagem a sua participação muito secundária na trama de Esquadrão Suicida, a performance de Leto, apesar de não ser ruim, tornou-se esquecível.

Lego Batman: O Filme (2017)

Não poderíamos deixar de fora uma das adaptações mais queridas do Batman que traz uma versão muito semelhante à de Romero. A voz do Coringa nessa animação é do ator Zach Galifianakis que nos presenteia com um vilão “apaixonado” pelo Batman e capaz de fazer de tudo para chamar a atenção do herói.

Coringa (2019)

Através das décadas, o vilão chamou tanta a atenção em suas mais diversas adaptações que acabou ganhando um filme só pra ele. No filme estrelado por Joaquin Phoenix – que lhe rendeu praticamente todos os prêmios do qual foi indicado – o Coringa ganhou uma nova história de origem nos fazendo refletir sobre diversas questões sociais e políticas.

Após 80 anos com muitas histórias e adaptações, o Coringa segue ainda como um personagem inventivo e de grande potencial narrativo. Seja nos quadrinhos, nos cinemas, na televisão ou nos games, a gargalhada assustadora do vilão ecoará ainda por muitos anos.

Sobre Professor

Avatar

Protegido pela identidade secreta de Luiz Alexandre de Andrade, o Professor DCnauta é historiador e também professor de história. Inspirado pelo Superman, buscando o preparo do Batman e espelhado na determinação da Mulher-Maravilha, o Professor DCnauta se junta ao time do Terraverso na busca de um mundo melhor (e sem rumores).

Últimas notícias