O diretor Zack Snyder e o ator Ray Fisher, o Cyborg, participaram do “Deck the Hall of Justice” no último domingo (20/12), um evento feito por alguns Youtubers dos EUA para conversar sobre a “Liga da Justiça Snyder Cut” e outros detalhes de suas carreiras.

Abaixo, listamos os principais pontos do evento.

Snyder revelou pela primeira vez que estava pensando em criar uma história nos quadrinhos que contaria com o Batman de Ben Affleck e o Coringa de Jared Leto, como um material que acompanha sua produção, “Liga da Justiça”. Ele então continuou dizendo que o Príncipe Palhaço do Crime é realmente essencial na garantia de uma Caixa-Materna, que permite que o Flash viaje de volta no tempo usando a esteira cósmica.

“[…] O Coringa de alguma forma estaria envolvido no roubo de uma Caixa-Materna e a usa para criar a esteira. Porque, na minha mente, Cyborg sempre ia fazer as contas e descobrir: “Isso é o que temos. Precisamos fazer para voltar no tempo e avisar o Bruce da forma correta.”

Essa seria uma grande redenção do Palhaço do Crime, vivendo em um mundo devastado por Darkseid, onde vilões e heróis precisariam lutar juntos para sobreviver. Sobre essa ideia de expandir o universo dos filmes para os quadrinhos, Snyder disse:

“Eu não acho que qualquer coisa vai acontecer agora, mas Jim [Lee] e eu falamos sobre isso um bocado. Eu falei muito sobre talvez fazer um livro, ou um quadrinho, mais à frente para encerrar isso. Ainda não fechamos nada. Nós também contaríamos a história do Coringa matando o Robin. O Coringa estaria envolvido de alguma forma com o roubo da Caixa Materna. Boa parte do conflito seria o Bruce reviver a morte do Robin e o que isso envolveu.” conclui.

Zack comentou também que a partir de janeiro haverá um anúncio forte e divertido, que talvez ninguém esteja esperando. E antecipou que teremos um grande trailer no início do ano da “Liga da Justiça Snyder Cut”.

A data de ontem também foi importante, pois o movimento #ReleaseTheSnyderCut chegou a marca de mais de meio milhão de dólares arrecadados para a Fundação Americana de Prevenção do Suicídio.

Snyder comentou que ele e sua equipe foram convidados a supervisionar algumas cenas de “Mulher-Maravilha 1984” com a diretora Patty Jenkins mostrando a ele vários cortes do filme, para ter certeza de que estava de acordo com sua visão. O diretor falou sobre “Mulher-Maravilha 1984”:

“Assisti o filme duas vezes e adorei, gostaria que o filme fosse bem recebido por todos, espero que as pessoas vejam e se sintam encorajadas por ele. Isso seria incrível.”

Zack também revelou que apoia e gostaria de ver a versão do diretor David Ayer do filme ‘Esquadrão Suicida’ de 2016.

“Eu não falei com David sobre isso, mas eu tenho certeza que eu vou. Eu o conheço muito bem. Eu só estava cheio de coisas, você sabe, por causa de Covid, mas está na minha lista de coisas para falar com ele. Tipo, eu apoio qualquer cineasta que precise ter a sua versão do seu próprio filme, porque eu tive, você sabe, um apoio tão generoso. Então, eu realmente espero que outras pessoas possam obter a mesma coisa.” disse Snyder.

Zack Snyder também comentou que “adoraria” ver Ben Affleck fazer o seu próprio filme do Batman colocando o Cavaleiro das Trevas contra o Exterminador de Joe Manganiello.

“Olha, eu adoraria que Ben fizesse aquele filme do Exterminador. Isso seria incrível. Eu não sei se ele vai, ou se eles [estúdio Warner Bros.] querem, mas eu adoraria que ele fizesse isso. Isso seria tão legal. E Joe é incrível.”, disse Snyder ao John Doe Movie Reviews.

Snyder afirma que o seu corte de Liga da Justiça é muito diferente da versão que foi aos cinemas. Sua produção é composta por 80% de cenas nunca antes vistas. O diretor confirmou que a minissérie em 4 partes irá estrear em março de 2021, mas ainda não possui um dia específico. Snyder ainda não revelou oficialmente a classificação etária do filme mas disse: “…meu sentimento é que será R-Rated.” (+16 à +18).

Zack ressaltou que estão estudando uma forma viável de levar a obra original para todos que não possuem a assinatura do streaming HBO Max.

Outra participação importante no ‘Deck the Hall of Justice’  foi do ator Ray Fisher, o Cyborg. Ele revelou que existe a possibilidade do lançamento de produtos colecionáveis de “Liga da Justiça Snyder Cut”.

Ray confirmou que o filme solo do Cyborg não está mais em desenvolvimento, e muito menos nos planos da Warner para um futuro próximo.

Falando sobre o processo criativo de Joss Whedon, que substituiu Zack Snyder no final das gravações, Ray Fisher disse que em uma das primeiras conversas com o novo diretor foi que ele comentou que as pessoas não entenderam seu filme, ‘Vingadores: A Era de Ultron’. Então Ray percebeu que isso era menos sobre Liga da Justiça e mais uma questão de ego para Whedon. Joss colocou elementos de “Vingadores: A Era de Ultron” em “Liga da Justiça”.

Fisher também falou sobre a investigação concluída na semana passada da Warner Media;

“Mais de 80 pessoas foram entrevistadas para a investigação da Liga da Justiça na WarnerMedia”, explicou Fisher. “Um processo justo, minucioso e protegido para as testemunhas. Foi o primeiro (e mais importante) passo. Garantir que as medidas sejam tomadas é o próximo. Obrigado a todos que emprestaram sua voz! A>E”

Ray confirmou também durante a entrevista que veremos o Cyborg com a armadura de 4 braços no Snyder Cut. “A visão de Zack [Snyder] era fazer o Cyborg ser o mais poderoso metahumano”.

A versão de Zack Snyder do filme “Liga da Justiça” chegará ao streaming HBO Max em março de 2021.

Sobre Willyan

Willyan Bertotto

Publicitário. Diretor de Arte, Designer e Batmaníaco. Fã incondicional da DC Comics e pesquisador assíduo desse universo e todas as suas possibilidades de transformação.

Últimas notícias