Aproveitando a onda de girl power que vem tomando Hollywood, e o mundo, Amber Heard, nossa Mera, deixou bem claro, em uma entrevista para a Allure, que não aceita papeis que definem a personagem como “linda”.

[Quando criança] ver princesas em meus livros era frustrante. Encontrei a mesma frustração em Hollywood. Eu lia de cinco a dez scripts por semana, e quatro de cinco não tinham nada a dizer sobre liderança feminina. Sempre os mesmos adjetivos: bonita ou sexy ou alguma versão disso. Comecei a dizer aos meus agentes: ‘não me enviem scripts onde o primeiro adjetivo na descrição feminina é ‘lindo’. E se o segundo for ‘enigmática’, jogue-o no lixo. A palavra ‘enigmática’ significa ‘sua história não importa’.

Assim como ela, outras atrizes vem reclamando da falta de conteúdo que as personagens femininas têm no cinema. E nós torcemos para que, cada dia mais, as mulheres tenham papeis tão importantes e relevantes quanto os homens, tanto nas ficções como na vida real.

Vimos Amber rapidamente em Liga da Justiça, e em breve poderemos ver todo seu potencial como a rainha dos mares em Aquaman, que estreia ano que vem. E ela comentou como era sua rotina no set: “Eu acordava, treinava, comia meu ovo cozido e alguma couve e depois ia treinar artes marciais. Passava cerca de cinco horas de treinamento por dia“.

Ou seja, já podemos esperar Mera dando muitos chutes e socos por aí! Quem já está ansioso? o/

Sobre Gabriela

Gabriela Orsini

Jornalista formada na PUC-SP, fotógrafa por paixão, e bailarina por teimosia. Apaixonada pela DC desde pequenina, fangirl do Batman e da Batgirl. E da Ravena, como não ser. Sou uma devoradora de livros e cinéfila até que se prove contrário. Objetivo de vida: tirar uma foto decente com o Jason Momoa (um deles, apenas). Sonho de vida: conhecer todos os países do mundo.

Últimas notícias