As origens de Yara Flor e da tribo perdida das Amazonas foram reveladas pela DC 

    Quando pensamos sobre as Amazonas da DC, certamente Themyscira se destaca em nossa mente, mas não podemos deixar de mencionar outra outra tribo de mulheres guerreiras, as de Bana-Mighdall, que vivem no Egito. Porém ainda existe um outro grupo, que vive na Amazônia e sua história pouco conhecida ganhou novas informações em “Wonder Girl #4”.

    Em “Wonder Girl #3” vimos Yara Flor ser levada para o Monte Olimpo para passar por um treinamento, porém na continuação desta história, descobrimos que ela terá que fazer uma escolha importante que impactará todos os grupos de Amazonas no futuro próximo. Além disso, detalhes sobre o passado da heroína e da tribo da Amazônia foram informados ao leitores.  A mãe de Yara Flor na realidade se chama Aella – uma das maiores generais de todos os tempos.

    Quando as Amazonas se dividiram em facções, Aella acabou não se comprometendo com nenhum dos lados. Em vez disso, ela decidiu explorar o mundo dos homens por conta própria e eventualmente apaixonou por uma divindade que ainda não teve seu nome revelado. No Brasil, um grupo de mulheres guerreiras foi atraído por Aella e elas formaram coletivamente sua própria tribo.  Aella eventualmente teve uma filha: Yara. A atual Wonder Girl, pode então ser descrita como uma semideusa, vindo a ser imensamente poderosa, assim como Diana.

    Apesar de Yara ser uma personagem nova, Aella é um nome que existe há décadas nas páginas da DC, ela estreou em “Mulher Maravilha # 1″, no ano de 1987 e foi criada por Greg Potter e George Pérez. Sua biografia conta que ela morreu na Guerra Civil Amazônica. Aella voltou recentemente em “Dark Nights: Death Metal The Last 52: War of the Multiverses # 1″ , onde sua história de vida e morte foram contadas.“

    Wonder Girl #4” repensa a história de Aella e dá a ela mais conexões com o universo da DC,  caracterizando-a como uma das Amazonas mais importantes – podendo ser comparada com Hipólita, especialmente agora que seu legado inclui Yara Flor como sua filha, uma personagem que, se seguir os passos de Diana, tem o potencial de ser um membro da Liga da Justiça e de carregar o manto de Mulher-Maravilha.

    Uma amazona de nome Aella foi retratada nos filmes “Mulher-Maravilha” (2017) e Mulher-Maravilha: 1984 (2020), interpretada pela atriz Hayley Warnes.

    “Wonder Girl # 4” tem como equipe criativa Joëlle Jones, Adriana Melo, Jordie Bellaire e Pat Brosseau.

    Via: [Screen Rant]

     

    Lucas Nunes
    Sou publicitário formado pela UFSM, mestre e doutorando em comunicação pela UFSM também. Fora isso, apenas alguém apaixonado pelo mundo nerd.

    Deixe seu comentário

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Você pode gostar

    Siga-nos

    24,169FãsCurtir
    15,600SeguidoresSeguir
    19,676SeguidoresSeguir

    Últimas Postagens