Batman vs Superman | A Origem da Justiça e o universo estendido DC – Terraverso | Site de conteúdo segmentado sobre a DC Entertainment no Brasil!                          
Cinema Críticas

Batman vs Superman | A Origem da Justiça e o universo estendido DC

God versus man. Day versus night. Son of Krypton versus bat of Gotham.

Todos os fãs de super-heróis devem assistir esse filme, afinal, ele foi esperado por muito tempo. Mas cada um precisa ter sua própria opinião, já que existem aqueles que amam, e aqueles que odeiam. E uma coisa já adianto: é muito filme para pouco filme.

Muitos personagens e muitas histórias tiveram que ser introduzidos em um mesmo filme para conseguir dar continuidade nos projetos, e acabou ficando muita coisa vaga, as vezes até meio jogada. Parece que você fica com dor de cabeça de tanto que fica pensando em tudo que assistiu, e em tudo que ficou sem fim ou sem explicação.

Esse, para mim, foi o pior defeito do filme… Ah, e o Lex Luthor. No final, não sabia se era o Lex ou o Coringa na tela. Podem até achar meio forçado isso, mas prestem atenção nos tiques e surtos que ele tem, não combina com o personagem centrado que conhecemos. Aproveitando que o assunto é vilão, será que era hora de apresentar o Apocalypse e coloca-lo como “vilão” do filme? Será mesmo, DC e Warner? Talvez um pouco precipitado…

Como fã assumida do Batman, qualquer coisa que tiver o Morcegão já ganha um lugar no meu coração. E vou aproveitar que falei dele e já dizer o que achei do Ben Affleck no papel. Infelizmente, não gosto dele como ator, e para mim ele não foi o Bruce Wayne nas partes que ele tinha que ser. Já ouvi e li muitos contra-argumentos, mas não mudo minha opinião. Ben Aflleck não foi o Bruce Wayne, logo ele não pode ser o Batman, já que os dois personagens são o mesmo, certo. Mas no geral ele cumpriu o seu papel, e, sim, foi um bom Batman, mas não o melhor. Ainda está pra nascer alguém que vai ser O Batman.

Por outro lado, Henry Cavill é um ótimo Clark Kent, e um ótimo Superman. Parece que o ator nasceu para o papel, e dá para ver a evolução dele como o herói.

Algumas cenas talvez não fossem necessárias, ainda mais com um filme de 2 horas e meia, com um monte de gente para apresentar. Dava para cortar algumas coisinhas ali e aqui. Como apresentar os outros personagens da Liga da Justiça no pós-créditos, talvez. Ia poupar alguns minutos que poderiam ser usados em outra coisa importante. Mas falando neles, tivemos um momento muito interessante no encontro do Flash com o Bruce. Apesar de toda aquela história de “Lois é a chave”, essa cena pode ser importante para o futuro do universo estentido.

E falando em Liga da Justiça… Definitivamente a Mulher Maravilha roubou a cena! Ela aparece pouco, fala quase nada, mas é impossível não ficar vidrado em todas as cenas dela. Mesmo com esse pouco tempo de participação, já monta todo o clima para o filme solo da heroína.

Da parte técnica do filme, a trilha sonora foi muito boa, principalmente quando a Mulher Maravilha faz sua entrada heroica. As cenas são mais escuras mesmo, o estilo DC de ser que conhecemos, não vale reclamar disso. Mas as imagens são muito boas, Zack Snyder fez um bom trabalho nesse filme, mesmo exagerando nas câmeras lentas, ao meu ver.

Talvez se o roteiro fosse melhor escrito, pensando em realmente adaptar essa história, não teriam tantas falhas, como só depois que o Bruce está velho, Kal-El começa sua fama, ou Gotham e Metropolis serem em margens opostas de um rio, ou, talvez o pior de todos, Martha. E talvez os fãs não ficassem tão decepcionados.

Mas o que vocês acharam desse filme? Contem nos comentários!

Terraverso
no Facebook

Terraverso
no Twitter

Terraverso
no Instagram

Conheça o Terraverso

Somos o portal Terraverso! Um site de conteúdo segmentado sobre a DC Entertainment aqui no Brasil. Um projeto desenvolvido por fãs ávidos desse multiverso de mundos e personagens. Acompanhe aqui as principais novidades e informações da DC, além de matérias especiais, críticas, entrevistas, resenhas e o nosso podcast chamado Ramal 52. Seja bem-vindo DCnauta, a casa das lendas é aqui!