O retorno da série mais popular da DC vem com clima de encerramento, mudanças e novos caminhos.

Teagan Croft (Ravena)

O novo ano começa exatamente do lugar em que parou, e isso se estende durante o episódio, que não passa de um espelho da temporada anterior, mas não que isso seja algo ruim. Se colocado em comparação aos 11 episódios que completam o primeiro ano de Titãs, esse primeiro episódio, que dá o pontapé inicial para o novo rumo tomado pelos heróis, resgata tudo de bom que foi explorado durante a primeira temporada da serie.

Com cenas de ação bem coreografadas, uma bela inteiração entre os personagens secundários, e um belo up nos efeitos especiais, os 40 minutos iniciais não só presenteiam aqueles que esperaram um longo ano pela resolução da história de Ravena, como impressiona aqueles que vieram por curiosidade após as promessas deixadas pelo material de divulgação do DC Universe.

Conor Leslie (Donna Troy), Alan Ritchson (Hawk), Minka Kelly (Dove) e Brenton Thwaites (Dick Grayson)

A conclusão do arco é rápida, mas satisfatória, e o episódio passa por você como um piscar de olhos, por ser leve e divertido, e o pouco do futuro que lhe é te prometido nos minutos finais te deixa extasiado.

Pouco do trailer é apresentado aqui, então o melhor ainda esta por vir, e é com essa promessa que o ultimo frame do episodio te deixa, com uma vontade de quero mais, animação pelo que está por vir, e satisfeito pelo que já passou.

Nota do portal Terraverso:

Sobre Juan

Juan Almeida

"Lembrai, lembrai, o cinco de novembro. A pólvora, a traição e o ardil; por isso não vejo porque esquecer; uma traição de pólvora tão vil" - “V for Vendetta”

Últimas notícias