Em entrevista ao THR, a atriz Ruby Rose afirmou que a série Batwoman será fiel aos quadrinhos:

Há muito dos quadrinhos. Era importante para mim que fizéssemos do jeito certo por conta da gravidade disso, e acredito que conseguimos. Acho que tentamos encaixar tanto quanto pudemos no piloto, mas não havia muito tempo… Acredito que será o suficiente para satisfazer as pessoas que tem em mente como eles entendem essas HQs e quais deveríamos nos ater mais, tanto quanto entender que haverão alguns beliscões para mudar aqui e ali porque é um programa longo.”

A atriz também comentou sobre a representatividade da Batwoman, uma das principais representantes personagens LGBTQ+ do Universo DC:

“Queremos que todos assistam a isso, especialmente pessoas mais jovens, que possam se identificar e relacionar com as pessoas que estão vendo na tela e com sorte se sentir empoderadas por isso.”

Durante a entrevista, Rose foi questionada a respeito do quando se identifica com a personagem.

“Sinto que era mais como ela quando mais jovem – a hesitação em confiar nas pessoas, deixá-las se aproximar, sentia como se pudesse fazer tudo sozinha. Não ter uma família grande. Ser gay, obviamente, mas essa não é a maior parte da série. Mas há muito o que eu definitivamente passei enquanto meus primeiros anos na adolescência, talvez até aos 20, mas isso não compartilho com ela mas posso ver porquê ela se sente como se sente. Eu também não vivo em Gotham. É diferente quando você vive em Gotham e o mundo está daquele jeito. Não que estejamos muito longe disso, mas é uma situação mais pesada, enquanto minha vida é bem mais arranjada.”

Porém uma diferença entre Ruby Rose e Kate Kane foi destaca:

“Não fico com tanta cara feia. Sinceramente não! Eu sorrio mais.”

Rose falou também o quanto se sente orgulhosa por ser a primeira intérprete da personagem:

“Tenho certeza de que existirão muitas outras versões após essa, e diferentes atrizes vão interpretá-la. É uma entidade maior do que eu. Mas qualquer versão que eu cheguei a interpretar, e a Kate que estivemos desenvolvendo e amando, ela tem seu jeito próprio. Estou mirando a frente para ver mais. Quem sabe, quando eu tiver 60 anos e disser ‘Ei crianças, eu era a Batwoman’, e eles respondam meio ‘Tanto faz. A bisneta da Selena Gomez é a Batwoman agora’. Tenho certeza que teremos várias reencarnações, e estou muito animada com isso. Mas é um pedaço de legado que realmente considero importante e me dedicarei a ele completamente.”

Batwoman estreia no dia 6 de outubro, nos Estados Unidos.

Sobre Professor

Avatar

Protegido pela identidade secreta de Luiz Alexandre de Andrade, o Professor DCnauta é historiador e também professor de história. Inspirado pelo Superman, buscando o preparo do Batman e espelhado na determinação da Mulher-Maravilha, o Professor DCnauta se junta ao time do Terraverso na busca de um mundo melhor (e sem rumores).

Últimas notícias