A produtora da série Batwoman, Caroline Dries, revelou como a série abordou sua um tema fundamental na HQ ‘Batman: A Piada Mortal’. De acordo com Dries, sua exploração de teorias em torno do clássico dos quadrinhos de 1988, de Alan Moore e Brian Bolland, levou a um grande clímax de enredo na primeira temporada da série que teve grandes implicações para a personagem de Kate Kane.

“Uma das minhas histórias em quadrinhos favoritas é A Piada Mortal, e quando terminei de lê-la, caí em um grande buraco no Reddit sobre as teorias das pessoas envolvendo isso, e foi meio que deixado em aberto a interpretação que o Batman tivesse realmente matado o Coringa.”, disse Dries ao TV Line. “Mas como fizemos um arco enorme sobre Kate matar pela primeira vez, eu queria mostrar que os heróis cruzam a linha às vezes, e seu mentor na vida fez algo muito semelhante. Isso meio que permitiu que ela se perdoasse, para que ela pudesse seguir em frente a partir desse capítulo”

Em ‘Batman: A Piada Mortal’ , o Homem-Morcego revela ao Coringa seu medo de que um deles eventualmente terá que matar o outro para acabar com essa relação de gato e rato. O final é deliberadamente deixado vago, levando a muitas interpretações diferentes desde o seu lançamento.

Na primeira temporada de Batwoman, Kate Kane mata o sequestrador de sua irmã, Dr. August Cartwright, levando a uma crise de consciência. Ao faz isso, ela quebra o rigoroso código de morte do Batman, uma chave do personagem em todo a sua história.

A segunda temporada de Batwoman contará agora com a personagem Ryan Wilder no papel principal, que será interpretada pela atriz Javicia Leslie. A 2ª temporada estreia na CW, nos EUA, no dia 17 de janeiro.

Sobre Willyan

Willyan Bertotto

Publicitário. Diretor de Arte, Designer e Batmaníaco. Fã incondicional da DC Comics e pesquisador assíduo desse universo e todas as suas possibilidades de transformação.

Últimas notícias