Começando em junho, uma nova escritora assume as revistas mensais da Princesa Amazona.

Mariko Tamaki, que possui experiência com outra super heroína, embarca de cabeça nas próximas edições mensais da Mulher-Maravilha. A escritora revela ao THR que a guerreira de Themyscira sempre foi uma de suas personagens favoritas quando era pequena.

A Mulher-Maravilha foi a heroína com quem eu cresci, sua armadura era o meu cosplay favorito para usar na sala de casa quando era criança. Eu sempre quis um laço dourado e um jato invisível e agora sinto que, escrevendo ‘Mulher-Maravilha’, estou um passo mais perto de conseguir. “

Responsável pela saga ‘Supergirl: Being Super‘ em 2018, Tamaki afirma estar vivendo seu sonho, e assumindo na edição de #759, a autora toma como desafio trazer o retorno de um vilão complicado e polêmico no histórico da personagem: Maxwell Lord.

Pedro Pascal como Maxwell Lord em Mulher-Maravilha 1984

O retorno do vilão não é por acaso, sua participação misteriosa no próximo grande lançamento da DC nos cinemas, em ‘Mulher-Maravilha 1984‘, tem chamado bastante atenção para o personagem, o momento não seria mais certeiro.

Escrever quadrinhos é praticamente um emprego dos sonhos pra mim, ponto final” finalizou a artista.

O trabalho de Mariko começará no dia 10 de junho, com a edição #759 da heroína chegando em lojas físicas e digitais, os dois primeiros capítulos serão ilustrados por Mikel Janín, que trabalhou em recentes edições do Batman, e com capas de David Marquez, que desenhou em ”Batman/ Superman.

Sobre Juan

Juan Almeida

"Lembrai, lembrai, o cinco de novembro. A pólvora, a traição e o ardil; por isso não vejo porque esquecer; uma traição de pólvora tão vil" - “V for Vendetta”

Últimas notícias