Em entrevista ao Collider, Grant Morrison revelou detalhes sobre o roteiro que ele e o ator Ezra Miller haviam escrito juntos para o filme solo do Flash.

O desenvolvimento do filme teve origem em outubro de 2015, e desde então passou por quatro diretores diferentes, incluindo Seth Grahame-Smith e Rick Famuyiwa. A Warner Bros. havia escolhido também John Francis Daley e Jonathan Goldstein para dirigir, mas os cineastas estavam supostamente com diferenças de opinião sobre a direção da história com a estrela Ezra Miller. Então, no ano passado, Miller se juntou ao escritor de quadrinhos Grant Morrison para escrever seu próprio rascunho do roteiro.

Enquanto Daley e Goldstein acabaram deixando o filme por diferenças criativas, a Warner Bros. também optou por não usar o roteiro de Miller e Morrison sobre a história. Christina Hodson (Aves de Rapina) foi contratada para desenvolver o roteiro, enquanto Andy Muschietti (It) é o responsável pelo direção, com data de lançamento nos cinemas previsto para junho de 2022.

Morrison disse que ele e Miller se divertiram trabalhando na história, mas que não passaram de muitos rascunhos:

“Sim, quero dizer, Ezra Miller e eu escrevemos isso no ano passado, mas meio que, você sabe como é? Foi só uma daquelas coisas que todos nós… Bem, eu pensei que tínhamos uma versão muito boa para The Flash e nós escrevemos tão rápido quanto o Flash, porque era necessário, e foi muito bom. E eu acho que depois de alguns rascunhos, teria sido ótimo. Mas do jeito que alguns estúdios funcionam, essas coisas vêm e vão. Acho que cerca de 15 pessoas já escreveram versões para The Flash. Mas parece que está indo em frente agora, mas não com a versão que fizemos. Eu me diverti. Ezra veio até a minha casa e nós tivemos uma explosão real e criamos a história. E talvez um dia o roteiro vaze para o mundo.”

Morrison chegou ao ponto de dizer que sua proposta estava mais próxima de uma história de ficção científica como De Volta para o Futuro do que um filme de super-herói tradicional:

“Sim, foi muito bom. Não sei o que estão fazendo com ele. Mas foi muito bom. E era um tipo muito diferente de super-herói. Era mais como De Volta para o Futuro, eu diria, do que um filme de super-herói.”

Embora tenha sido originalmente relatado que Miller queria uma versão “mais sombria” da história, Morrison disse que não era realmente o caso:

“Não, não era [mais sombrio] realmente. Quero dizer, elementos da escuridão estavam lá e o material que eles queriam que usássemos era o material de Flashpoint. Então, Ezra e eu estávamos realmente tentando fazer algo que era um pouco mais – como eu digo, como uma grande história de ficção científica. E se você não conhece [os quadrinhos], faria sentido. Mas eu tenho que dizer, eu não quero falar sobre isso, porque alguém fez seu próprio trabalho sobre isso e eu tenho certeza que vai ser ótimo. E talvez, como eu digo isso vai vazar um dia e então as pessoas podem julgar.”

Novidades sobre o filme solo do Flash teremos na convenção DC FanDome, no dia 22 de agosto.

Sobre Willyan

Willyan Bertotto

Publicitário. Diretor de Arte, Designer e Batmaníaco. Fã incondicional da DC Comics e pesquisador assíduo desse universo e todas as suas possibilidades de transformação.

Últimas notícias