O ator Ray Fisher, o Cyborg de ‘Liga da Justiça’, foi até as redes sociais para comentar que a Warner Media e AT&T abrirá investigações sobre o comportamento abusivo do diretor Joss Whedon e do produtor Geoff Johns durante as regravações de ‘Liga da Justiça’. Confira o que disse o ator:

“Após 5 semanas de entrevistas com vários elenco/equipe, a @WarnerMedia abriu oficialmente uma investigação independente de terceiros para chegar ao centro do ambiente de trabalho tóxico e abusivo criado durante as refilmagens da Liga da Justiça.”

“Acredito que esta investigação mostrará que Geoff Johns, Joss Whedon, Jon Berg (e outros) abusaram grosseiramente de seu poder durante a incerteza da fusão da AT&T com a Time Warner. Obrigado @WarnerMedia e @ATT por fazer progressos para garantir um local de trabalho mais seguro para todos!”

O ator havia comentado anteriormente sobre o comportamento abusivo de Joss Whedon, em que Johns foi conivente com as atitudes do diretor. -Leia mais aqui-

Após anos de protestos nas mídias sociais, a Warner Bros anunciou oficialmente que o corte da “Liga da Justiça” do diretor Zack Snyder, será lançado pela HBO Max. Fisher teve diversas cenas como Cyborg/Victor Stone cortadas da versão que chegou aos cinemas, e isso se confirmou com os diversos compartilhamentos de Snyder, em suas redes sociais, que mostraram muito dessas cenas deletadas.

Novidades sobre o filme devem ser reveladas durante o DC FanDome, neste sábado, 22 de agosto.

Sobre Willyan

Willyan Bertotto

Publicitário. Diretor de Arte, Designer e Batmaníaco. Fã incondicional da DC Comics e pesquisador assíduo desse universo e todas as suas possibilidades de transformação.

Últimas notícias