O ator Ray Fisher, o Cyborg de ‘Liga da Justiça’, se posicionou hoje a respeito da nota emitida pela Warner Bros, que dizia que o ator não estaria colaborando com as investigações referente as acusações de comportamentos abusivos no set de filmagens de ‘Liga da Justiça’ Confira:

“Obrigado a todos pelo apoio e por ver as tentativas desesperadas da Warner e dispersas de me desacreditar para continuar protegendo aqueles que estão no poder. Eu me encontrei com o investigador via Zoom dia 26 de agosto. Abaixo está um e-mail que enviei para minha equipe e a Sagaftra imediatamente depois. Também é importante notar que deixei claro para o mundo no dia 21 de agosto que examinaria o investigador para garantir um processo justo e protegido para todas as testemunhas. A WB elevou isso para um nível totalmente diferente, mas estou pronto para enfrentar o desafio.” disse o ator em nota.

No e-mail, Ray cita que o investigador havia sido contratado pela Warner Bros. e não pela Warner Media.

“Ele tinha outra pessoa na linha como testemunha e que nós não sabíamos. Eu disse que precisava de um representante na conversa comigo. Ele tentou me manter na linha, mas eu disse a ele que precisava falar com a minha equipe.” aponta o ator.

O ator já havia comentado anteriormente que Johns durante as refilmagens de Liga da Justiça, chamou Ray ao seu escritório para menosprezar e repreender as tentativas do ator de levar queixas sobre a postura dele as autoridades de comando da Warner.

Após anos de protestos nas mídias sociais, a Warner Bros anunciou oficialmente que o corte da “Liga da Justiça” do diretor Zack Snyder, será lançado pela HBO Max. Fisher teve diversas cenas como Cyborg/Victor Stone cortadas da versão que chegou aos cinemas, e isso se confirmou com os diversos compartilhamentos de Snyder, em suas redes sociais, que mostraram muito dessas cenas deletadas.

Sobre Willyan

Willyan Bertotto

Publicitário. Diretor de Arte, Designer e Batmaníaco. Fã incondicional da DC Comics e pesquisador assíduo desse universo e todas as suas possibilidades de transformação.

Últimas notícias