Joel Schumacher, figurinista e diretor de cinema, morreu em Nova York nesta segunda-feira pela manhã, após uma batalha de um ano contra o câncer. Ele tinha 80 anos. Via: [Variety].

Schumacher recebeu liderou a franquia do “Batman” quando Tim Burton saiu da série do Cruzado Encapuzado, depois de dois filmes de enorme sucesso. O primeiro filme de Schumacher, “Batman Forever”, estrelado por Val Kilmer, Tommy Lee Jones, Jim Carrey e Nicole Kidman, arrecadou mais de US$ 300 milhões em todo o mundo.

O segundo e último filme de Schumacher na franquia foi “Batman e Robin”, de 1997, com George Clooney como Batman e Arnold Schwarzenegger como vilão Sr. Frio. Para “Batman Forever”, Schumacher que é abertamente gay, introduziu os mamilos nas roupas usadas por Batman e Robin, apoiando-se no homoerotismo latente de longa data entre os dois personagens. Em 2006, Clooney disse a Barbara Walters que ele havia interpretado o Batman como gay na produção.

Nascido em Nova York, ele estudou na Parsons a New School for Design e no Fashion Institute of Technology em Nova York. Ele trabalhou na indústria da moda, mas decidiu seguir uma carreira no cinema. Depois de se mudar para Los Angeles, ele aplicou sua formação em moda para trabalhar primeiro como figurinista e desempenhou a função na TV enquanto fazia um mestrado na UCLA.

Schumacher dirigiu alguns episódios de “House of Cards” em 2013 e, em 2015, ele produziu a série “Do Not Disturb: Hotel Horrors.”

Camerimage, o Festival Internacional de Cinema de Arte da Cinematografia, concedeu a Schumacher um prêmio especial em 2010. Ele também recebeu o Distinguished Collaborator Award no Costume Designers Guild Awards de 2011.

Sobre Willyan

Willyan Bertotto

Publicitário. Diretor de Arte, Designer e Batmaníaco. Fã incondicional da DC Comics e pesquisador assíduo desse universo e todas as suas possibilidades de transformação.

Últimas notícias